Produção de caminhões recua 4,8% em julho

Falta de semicondutores ainda causa interrupções na produção brasileira de caminhões - Foto: Volvo/Divulgação

Queda na produção de caminhões é justificada novamente pela falta de semicondutores e paralisação de uma montadora; Mais de 12 mil exemplares foram produzidos no mês de julho

Google News
Ainda enfrentando uma série de desafios logísticos, como por exemplo, a falta de semicondutores, a produção brasileira de caminhões encerrou o mês de julho registrando queda em todos os comparativos.

De acordo com o balanço oficial da Associação Nacional dos Fabricantes de Autoveículos (ANFAVEA), 12,7 mil caminhões foram produzidos em todo o país ao longo do mês de julho, queda de 4,8% em relação ao mês anterior, junho, quando 13,4 mil exemplares foram montados. 


"A produção de caminhões no mês de julho foi impactada principalmente pela paralisação de uma fábrica de pesados", explica Gustavo Bonini, Vice-Presidente da ANFAVEA para veículos pesados. 

Já no acumulado do ano, ou seja, de janeiro a julho de 2022, 85 mil caminhões foram produzidos em todo o Brasil, uma retração de 5,6% em relação ao mesmo período de 2021, quando 90 mil exemplares haviam sido fabricados.


Confira na íntegra os números da ANFAVEA: CLIQUE AQUI

Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários