Área de escape evita primeiro acidente grave no Anel Rodoviário de Belo Horizonte

Entrada na área de escape do Anel Rodoviário foi registrada nesta terça-feira (16) - Foto: PBH/Reprodução

Estrutura foi utilizada por uma carreta carregada de minério; R$ 3,5 milhões foram investidos pela Prefeitura de BH na construção da área de escape

Google News
A primeira área de escape do Anel Rodoviário de Belo Horizonte (MG), principal ligação entre as rodovias BR-040 e BR-381 na capital mineira, foi colocada a prova e evitou nesta terça-feira (16), o primeiro acidente grave no trecho.

No início da tarde de ontem, uma combinação de veículo de carga (CVC) carregada de minério perdeu o freio no trecho conhecido como descida do bairro Betânia. Orientado pela sinalização de advertência do trecho, o motorista adentrou ao dispositivo de segurança.


A entrada do caminhão foi identificada pelas equipes do Centro de Operações da Prefeitura (COP-BH) por meio de uma câmera especialmente instalada em frente à estrutura. Equipes da BHTrans, da Via 040 e da Polícia Militar Rodoviária isolaram a área e acionaram reboques pesados para a remoção do veículo de carga. Após a conclusão da retirada na madrugada desta quarta-feira (17), a área foi limpa e a caixa de argila recomposta.

Resultado de nove meses de trabalho e um investimento de R$ 3,5 milhões com recursos da própria capital mineira, a área de escape conta com quase 400 metros de extensão. A estrutura é apontada como uma das principais medidas para reduzir de forma significativa o número de acidentes envolvendo veículos pesados no trecho.



Postar um comentário

1 Comentários

  1. podem fazer infinitas obras de escape,mas enquanto autoridades nao começarem a ver que por falta de manutençao e mal conduçao destes inrreponsaveis vai continuar acontecendo tragedias,sao insanos.

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, palavras de baixo calão, desrespeito ou ofensas não serão toleradas e autorizadas nos comentários.