Scania 65 anos

Scania amplia fábrica de motores e anuncia testes com caminhões e ônibus elétricos no Brasil

Scania/Divulgação

Marca também inaugura um novo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento e confirma que já está pronta para produzir e comercializar motores com tecnologia Euro 6 no país

Google News
Além de celebrar 65 anos de história e sucesso no mercado brasileiro e apresentar uma nova série especial, a Scania também revelou nesta semana os próximos passos das operações no Brasil e na América Latina. As novidades incluem a ampliação das atividades da planta de São Bernardo do Campo (SP) e o início de testes com veículos comerciais 100% elétricos no país.



Com o objetivo de ampliar a jornada de sustentabilidade iniciada em 2016, a montadora sueca reforça agora o sistema global de produção com a entrega da ampliação da Fábrica de Motores e de um novo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento na planta paulista. 

Operamos como uma extensão da Suécia, nossa casa matriz e temos um produto global, portanto ambas iniciativas consolidam essa estratégia”, afirma Christopher Podgorski, presidente e CEO da Scania Latin America. “Nossas soluções são lançadas primeiro na Europa e depois na América Latina, com um intervalo de seis ou nove meses. De qualquer forma, a plataforma é a mesma, e é possível usar uma cabine produzida no Brasil em um caminhão feito na Suécia, e agora o motor”, ressalta o executivo.

Scania/Divulgação


Produção de motores Euro 6
Em total sintonia com a etapa P8 do Proconve (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores), equivalente à tecnologia Euro 6, que entrará em vigor a partir de 2023 no Brasil, a Scania também confirmou que já está pronta para produzir e entregar motorizações que atendem aos novos requisitos que passarão a ser exigidos.

Há quase três anos, o programa envolve centenas de profissionais especializados de várias áreas da empresa e, de forma indireta, quase toda a organização está empenhada com as exigências”, explica o CEO. De acordo a marca, os motores a gás e biometano já comercializados no Brasil, tecnicamente, já atendem aos níveis de emissões de poluentes do Proconve P8 (Euro 6).

Ainda segundo a montadora sueca, inicialmente os novos motores Euro 6 atenderão inicialmente os mercados de exportação. Já o mercado brasileiro passará a contar com os novos propulsores no próximo ano, enquanto as demais regiões da América Latina serão comtempladas de maneira gradativa, conforme a estratégia de implementação da solução de cada mercado.


Caminhões e ônibus elétricos no Brasil
Outra grande novidade que marca os 65 anos da Scania no Brasil é o início de testes com veículos comerciais 100% elétricos na fábrica de São Bernardo do Campo (SP). O primeiro exemplar a ser testado pela marca no país é um ônibus movido a bateria elétrica (BEV), que está sendo usado unicamente pela equipe de engenharia nacional e funciona como uma espécie de ônibus-escola. “O Brasil sempre foi um importante laboratório para nossos produtos. E o elétrico será uma grande oportunidade de aprendizagem para ajudar a adaptar esta tecnologia às condições da América Latina e ainda desenvolver competência dentro e fora da Scania”, conta Christopher. Nesta primeira etapa, o protótipo passa por testes, ajustes e adaptações às condições climáticas severas e topografia brasileiras.

Além do ônibus, a marca também afirmou que o time de engenharia iniciará testes com um caminhão 100% elétrico no país. “Nossa jornada pela descarbonização passa por várias fases e enquanto algumas tecnologias já estão em circulação no Brasil, como o biometano, outras que já são realidade na Europa estão em fase de estudos e passam por testes por aqui. Completar 65 anos com uma performance tão arrojada em inovação e tecnologia é um orgulho para nós e queremos que seja um incentivo para os nossos colaboradores”, afirma Podgorski.  “Temos um objetivo claro que é o de ampliar o conhecimento sobre a eletrificação dos veículos pesados”, conclui.

Scania/Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários