Produção de caminhões cresce no primeiro bimestre de 2022

IVECO/Divulgação

Mais de 20 mil caminhões foram produzidos em todo o país somente nos dois primeiros meses do ano

Google News
A produção brasileira de caminhões encerrou o primeiro bimestre de 2022 registrando uma discreta melhora nos indicadores. A informação é confirmada pela Associação Nacional dos Fabricantes de Autoveículos (ANFAVEA).

De acordo com o balanço oficial da entidade, 20,9 mil caminhões foram produzidos em todo o país de janeiro a fevereiro deste ano, leve crescimento de 1,2% em relação ao mesmo período de 2020, quando 20,6 mil unidades haviam sido montadas. 

Somente no mês de fevereiro, 11,4 mil caminhões foram produzidos em todo o país, alta de 20,4% em relação ao mês anterior, janeiro, quando foram montados 9,5 mil exemplares. Entretanto, em relação a fevereiro de 2021, quando a indústria foi responsável pela produção de 11,8 mil caminhões, o setor registrou um recuo de 3,6%.

“Esperamos uma boa reação do mercado em março, um mês mais longo, sem feriados e historicamente mais aquecido que janeiro e fevereiro”, afirma o Presidente da ANFAVEA, Luiz Carlos Moraes.


Guerra na Ucrânia
O setor vê com enorme perplexidade a injustificável invasão da Ucrânia pela Rússia. “Em primeiro lugar, nos preocupa o aspecto humanitário, com tantas mortes, inclusive de civis, e uma legião de refugiados tentando chegar a países vizinhos, incluindo brasileiros. Ainda é cedo para avaliarmos os inevitáveis reflexos negativos sobre a economia global e sobre o fluxo da cadeia logística do nosso setor, mas estamos atentos e preparados para mitigar os danos e buscar alternativas em caso de falta de insumos ou componentes. O mundo, ainda vivendo sob uma pandemia que cobra tantas vidas e desorganiza a sociedade, pode sofrer novos e duros golpes caso esse conflito não seja resolvido com um cessar-fogo imediato e a volta da diplomacia”, declarou na coletiva o Presidente da ANFAVEA.


Postar um comentário

0 Comentários