MINFRA: Renovação da frota de caminhões será colocada em prática em breve

PRF/Divulgação

Batizado de Programa Renovar, iniciativa possibilitará financiamento de veículos mais novos e prevê o pagamento de bônus aos caminhoneiros, além do perdão de dívidas

Google News
Desejo antigo do transporte rodoviário de cargas brasileiro, especialmente de caminhoneiros autônomos, a criação de um programa de renovação da frota de caminhões está prestes a ser tornar realidade. A informação foi confirmada pelo próprio Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante um encontro com  empresários da área de transporte, realizado recentemente no estado de São Paulo.

Batizado de Programa Renovar, a iniciativa que encontra-se em fase final de elaboração, já conta com recursos que garantem a viabilidade e em breve será enviada em forma de projeto para análise do Congresso Nacional.


"Precisamos colocar o programa em prática. Até porque, assim vamos conseguir corrigir possíveis falhas. A renovação da frota é importante. Sobretudo para o desenvolvimento do transporte e para o meio ambiente", afirmou Freitas.

Ao que tudo indica, a iniciativa inédita no país consistirá em um mecanismo de financiamento destinado a aquisição de caminhões mais novos, sejam eles zero quilômetro ou seminovos. Além da concessão de créditos com valores próximos aos preços praticados no mercado, o programa também poderá contar com um adicional chamado "Bônus Caminhoneiro", um valor extra para os caminhoneiros autônomos que entregarem os caminhões antigos e em mau estado de conservação para sucateamento e desmanche em empresas parceiras da iniciativa.


Segundo Freitas, a adesão ao Programa Renovar não será compulsória, ou seja, a participação dos caminhoneiros autônomos deverá ocorrer de forma voluntária. Para incentivar a adesão da categoria, o projeto prevê ainda um perdão de dívidas, limitadas a R$ 5 mil, que os profissionais possuam no caminhão que será entregue. Dentre os débitos que poderão ser perdoados, estarão aqueles relacionados ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Para o Ministério da Infraestrutura, além de garantir maior competitividade ao caminhoneiro autônomo, a renovação da frota de caminhões é fundamental para reduzir custos e ao mesmo otimizar o transporte rodoviário de cargas brasileiro, além de contribuir de maneira significativa com a redução das emissões de poluentes.


Postar um comentário

1 Comentários

  1. quem é trouxa de acreditar no que esse ministro fala, depois de tantas promessas

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, palavras de baixo calão, desrespeito ou ofensas não serão toleradas e autorizadas nos comentários.