Estrela das Estradas


Casas Scania

IVECO A gente nao para

Mercado de implementos encerra terceiro trimestre com mais de 44 mil unidades vendidas

Coopercred Implementos/Divulgação

Números registrados no terceiro trimestre confirmam a forte recuperação da indústria de implementos; no acumulado do ano, mais de 120 mil implementos já foram vendidos em todo o Brasil

O mercado brasileiro de implementos rodoviários encerrou o terceiro trimestre do ano (julho, agosto e setembro) registrando a marca de 44.132 unidades emplacadas em todo o país, número que consolida o período como melhor em 2021. No segundo trimestre, a indústria entregou 40.785 produtos enquanto no primeiro foram 35.883 unidades.

“Essa curva crescente mostra como nosso setor está aproveitando todas as oportunidades que surgem para ampliar sua recuperação”, diz José Carlos Spricigo, presidente da ANFIR-Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários.

Na comparação com o terceiro trimestre de 2020, período em que a indústria brasileira entregou 36.049 implementos rodoviários ao mercado, o crescimento registrado neste ano foi de 22%. “Estávamos dando os primeiros passos da recuperação, ainda em meio aos efeitos da redução nas atividades comerciais, e nosso esforço resultou em zero perdas no volume de emplacamentos com relação a 2019”, recorda o presidente da ANFIR.


Desempenho em 2021
De acordo com o balanço oficial da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (ANFIR), 120.930 implementos foram entregues em todo o país de janeiro a setembro deste ano, crescimento de 41,96% em relação ao mesmo período de 2020, quando 85.186 unidades foram comercializadas.

Considerando cada segmento separadamente, nos nove meses do ano foram comercializados 68.274 reboques e semirreboques, crescimento de 45,60% em relação ao mesmo período de 2020, quando foram comercializadas 46.891 unidades. Destacam-se como mais vendidos, os semirreboques Basculante, Graneleiro/Carga Seca, Dolly e Baú Carga Geral que juntos representam 49.021 unidades do total comercializado.

“Mais de dois terços de nossas vendas estão concentradas em produtos com aplicação no transporte da produção do agronegócio”, explica Spricigo que completa: “a exceção é o Baú Carga Geral que tem perfil multitarefa”. Os produtos Basculante têm sido utilizados no transporte da safra, informa o presidente da ANFIR.

Já o segmento de carrocerias sobre chassi chegou ao fim de setembro com um total de 52.656 unidades comercializadas, alta de 37,50% em relação a 2020, quando foram comercializadas 38.295 unidades. Destaque para os modelos Aluminio/Frigorifico, Graneleiro/Carga Seca e Basculante que juntos respondem por 41.116 produtos vendidos neste ano.


Postar um comentário

0 Comentários