IVECO A gente nao para

IVECO mantém crescimento sustentável nas exportações para América do Sul

IVECO/Divulgação
A IVECO encerrou o primeiro semestre de 2021 com motivos ainda maiores para comemorar. Além do crescimento de 71% em vendas no Brasil de janeiro a junho deste ano, a montadora também registrou alta nas exportações para os países da América do Sul como, Chile, Paraguai, Venezuela, Uruguai e Peru, com exceção da Argentina em virtude da fábrica em Córdoba.

De acordo com balanço oficial da fabricante de origem italiana, nos seis primeiros meses deste ano, as exportações no atacado cresceram 39%, enquanto no varejo atingiu a expressiva alta de 139% .

Para a IVECO, a crescente participação no continente sul-americano é justificada pelo portfólio completo, dos leves aos extrapesados, e pela a expansão da rede de concessionárias e de importadores, atendendo diferentes tipos de operações do transporte de cargas.


“Seguimos em contato com potenciais clientes para fortalecer nossa presença no mercado e trabalhamos para que novos players estejam ao nosso lado nessa jornada. Em breve teremos novidades nesse sentido”, diz Daniel Calderoni, diretor Comercial da IVECO para países importadores da América do Sul. Segundo o executivo, a movimentação tem como objetivo posicionar a marca em destaque nos países do continente, como acontece no Brasil e na Argentina.

Inaugurado em 2000, o Complexo Industrial da IVECO em Sete Lagoas (MG), se consagra atualmente como a base do crescimento. Neste período a unidade já produziu mais de 220 mil veículos comerciais e conta com tudo o que é preciso para desenvolver e testar os produtos. “Contratamos também novos profissionais para reforçar o time em um momento em que o mercado, infelizmente, registra altos índices de desemprego”, finaliza Calderoni.


Postar um comentário

0 Comentários