IVECO A gente nao para

Sem greve de caminhoneiros: PRF e Ministério da Infraestrutura não registram bloqueios de rodovias

ABCR/Divulgação

Fluxo livre em rodovias federais e portos foi confirmado através de comunicado oficial do Ministério

Convocada há mais de um mês e marcada para começar neste domingo, 25 de julho, seguindo assim ao longo desta semana, a suposta nova paralisação nacional de caminhoneiros não se concretizou. Por meio das redes sociais, o Ministério da Infraestrutura e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmaram o fluxo livre nas rodovias federais de todo o país.

"O MInfra e a PRF informam que, às 11h30, todas as rodovias federais, concedidas ou sob administração do DNIT, estão com livre fluxo de veículos", afirmou a pasta em publicação oficial.

Protestos pontuais foram registrados e noticiados às margens de algumas rodovias federais e também em postos de combustíveis, mas sem o bloqueio de vias. "Pela manhã, a PRF acompanhou 3 registros de aglomerações às margens de BRs em 2 estados, mas com redução de participantes", destaca o MInfra.


Assim como as rodovias federais, os principais portos brasileiros, locais que também foram anunciados com ponto de paralisação, seguem operando normalmente. "O MInfra também informa que todos os terminais portuários sob gestão federal, privada ou delegada encontram-se sem restrições operacionais.", completa a pasta. 

Amplamente noticiada por grandes veículos de comunicação, mas encabeçada por lideranças consideradas de baixa representatividade entre os caminhoneiros, a paralisação da categoria tinha como principais objetivos, fim da política de preços da Petrobras, fiscalização mais efetiva da Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas (PNPM-TRC), popularmente conhecida como Tabela de Fretes, e consequentemente reajuste da tabela de fretes, além da inclusão de caminhoneiros em um plano especial de aposentadoria.


Postar um comentário

0 Comentários