Estrela das Estradas


Casas Scania

IVECO A gente nao para

Operação last mile cresce progressivamente no setor de logística

Scapini/Divulgação

Procedimento garante mais segurança e agilidade no transporte de cargas fracionadas

Naturalmente, quando é realizada uma compra on-line, o momento da entrega do produto é o mais aguardado pelos clientes, despertando uma grande ansiedade com a espera da encomenda. Logo, isso se torna uma ótima oportunidade para proporcionar uma boa experiência à marca, levando em consideração a qualidade da mercadoria no fim do processo, o prazo estimado e os passos de atualização da entrega.

O comércio de vendas on-line expandiu consideravelmente nos últimos tempos, aumentando a demanda por delivery ou por compras das mais variadas categorias. Com isso, o setor de transporte de cargas e logística precisou se reinventar para atender o mercado com excelência. Nessa hora é empregado o serviço last mile (última milha, em português).

A operação é caracterizada como a etapa final do envio de uma carga, entre o centro de distribuição e o seu destino. Seu foco é realizar a entrega ao usuário final o mais rápido possível, tornando-o um diferencial importante. Com isso, a satisfação
 
do cliente com a marca é diretamente influenciada pela experiência que ele teve com esse processo e, consequentemente, com a transportadora também.


Essa etapa final da logística possui grande custo, sendo responsável por algo em torno de 30% a 50% dos gastos com envio. Esse fator pode ter sido motivado pelo crescimento do e-commerce durante a pandemia, dado que, apenas no ano de 2020, mais de 7 milhões de brasileiros fizeram a sua primeira compra on-line.

Ter processos logísticos focados na segurança, na rapidez e na satisfação do cliente é fundamental para alavancar bons resultados no setor de transporte de cargas. Ao apostar nessa alternativa, os varejistas são capazes de fornecer e de garantir níveis de serviço excepcionais aos seus consumidores, gerando uma experiência positiva e duradoura.

O Grupo Scapini, situado em Lajeado, Rio Grande do Sul, é uma rede de transportes com mais de vinte filiais espalhadas pelo Brasil e pelo Mercosul que atua no mercado há mais de 40 anos, carregando grande tradição, experiência e conhecimento nas entregas. Contudo, pensando nos avanços tecnológicos e na inovação do setor que cresce diariamente, o grupo conquistou a abertura da empresa ScapiniSul, focada nas operações digitais e no mercado de e-commerce.


Lucas Scapini, CEO do Grupo Scapini, acredita na evolução do setor de transporte de cargas e logística com a inserção das operações sem perder o legado que a empresa detém: “Entendo que o last mile é de extrema importância para o produto dos nossos clientes e para a disposição aos consumidores e temos a ciência de realizar o procedimento com qualidade, eficiência e, principalmente, agilidade. No entanto, por mais que a empresa seja nova e focada no mercado eletrônico, possuímos o mesmo padrão de atendimento por ela fazer parte do Grupo Scapini. Sempre resguardamos o cliente e oferecemos um nível de serviço e de performance de operações que ele espera, além de uma personalização diante de cada atuação, que também é muito importante. O processo foi iniciado no Rio Grande do Sul e posteriormente disponibilizado no Estado de Santa Catarina, mas almejamos expandir gradativamente”.

Neste tipo de operação, os veículos mais utilizados são vans (Ducato) e Fiorinos, e é de extrema importância contar com tecnologia necessária para a gestão remota e para receber as informações em tempo real, garantindo ainda mais segurança e agilidade no transporte.

Dado isso, conforme o número de consumidores voltados ao comércio eletrônico cresce, a exigência de compra e de qualidade aumenta. Boas condições de prazo, frete, acompanhamento e pontualidade são importantes para a competitividade no mercado, e investir em um bom last mile é garantir esse sucesso na etapa do pós-venda.

FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários