Publicidade

BYD apresenta primeiro ônibus articulado 100% elétrico fabricado no Brasil

BYD/Divulgação

Empresa será fornecedora de 12 veículos para corredor expresso de ônibus 100% elétrico do País

A BYD, empresa global de energia limpa, apresentou hoje (09/03) em São José dos Campos (SP), o primeiro VLP (Veículo Leve sobre Pneus) articulado 100% elétrico do país. O veículo, que irá integrar o novo transporte público e trafegar pela Linha Verde, ficará no município até o final de março para visitação da população.

A apresentação aconteceu no Parque Tecnológico de São José dos Campos com a presença do diretor Institucional e Head da Unidade de Ônibus da BYD Brasil, Marcello Von Schneider, que mais uma vez sinalizou a vantagens que cidade tem ao escolher a eletrificação para seus cidadãos como meio de transporte, “Esse é o modelo do ônibus 100% elétrico que a BYD irá entregar para cidade de São José dos Campos. Estamos satisfeitos em contribuir para uma cidade mais sustentável e com a mobilidade verde”, diz Schneider. “As prefeituras estão compreendendo a relevância e a necessidade real de substituir veículos por não poluentes. Investir em veículos elétricos melhora a qualidade do ar das cidades, impactando diretamente na saúde da população”, além de promover muito conforto ao usuário e motorista, conclui o executivo da BYD.

Estiveram presentes durante a apresentação do veículo o Prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth, o Secretário de Transportes e Mobilidade de São José dos Campos, Paulo Guimarães, dentre outras autoridades.


Sobre o ônibus articulado
Com design moderno e arrojado, o modelo da carroceria Attivi Express, desenvolvido em parceria com a Marcopolo, é dedicado a chassis articulados com propulsão 100% elétrica, com zero emissão de gases nocivos e ruído, sendo mais econômicos, com menor custo de manutenção e ótimo desempenho.

O modelo possui 22 metros de comprimento, baterias de fosfato ferro lítio (LifePO4), com autonomia de 250 km com uma carga completa de três horas e capacidade para 168 passageiros, além dos espaços para cadeirantes.

Os VLPs têm poltronas estofadas com apoio de cabeça e entradas USB individuais, monitores instalados no teto, rádio e autofalantes. A iluminação externa terá faróis em full led, garantindo maior eficiência luminosa, além de toda a acessibilidade para cadeirantes.

Os VLPs de São José são equipados com o sistema BioSafe da Marcopolo, com um sistema UV-C de desinfecção do ar instalado no ar-condicionado, acabamento com aditivos antimicrobianos nas poltronas, balaústres e pega-mãos.

As portas contam com vão livre de 1,30m, nos conceitos widedoor e slidedoor, facilitando o embarque e desembarque de passageiros, além de um sistema antiesmagamento, que evita que elas fechem quando identificado qualquer movimento próximo.

A segurança também é um diferencial. Os veículos têm seis câmeras de alta definição e duas delas com infravermelho.

Além disso, os tradicionais espelhos retrovisores foram substituídos por duas câmeras de alta definição, que cobrem um campo de visão maior e permitem que os motoristas vejam pontos cegos e tenham facilidade de manobra, aumentando a segurança no trânsito.

Entre os principais itens de série do chassi estão a coluna de direção regulável, ajoelhamento bilateral, regulagem de altura, sistema antichamas, tacógrafo digital, rodas de alumínio e suspensão pneumática integral.

Os 12 ônibus articulados, de 22 metros, foram produzidos pela BYD em sua fábrica em Campinas, e já se encontram na Marcopolo para finalização. A previsão de entrega dos 12 veículos é de outubro de 2021.

De acordo com a Prefeitura de São José dos Campos, a Linha Verde foi desenvolvida para atender aos modernos conceitos de planejamento urbano e em consenso com as diretrizes do Plano Diretor. O objetivo é promover o desenvolvimento urbano e econômico, preservando o meio ambiente com um TRM (Transporte Rápido de Massa) inspirado nos modelos mais avançados do mundo. O eixo sustentável terá 75 mil metros quadrados e inclui, além do corredor expresso, quatro praças ao longo do trajeto.

FONTE: BYD

Postar um comentário

0 Comentários