ANTT anuncia operação para fiscalizar tabela de frete e outros direitos de caminhoneiros

ANTT/Divulgação
Com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) iniciou neste mês, em todo o território nacional uma série de ações de fiscalização do transporte rodoviário de cargas. A iniciativa visa garantir o cumprimento dos direitos dos caminhoneiros.

De acordo com a ANTT,  no ato da fiscalização, são verificadas as documentações e tudo que envolve o transporte rodoviário de cargas, como o piso mínimo de frete, pagamento do vale-pedágio, documentos de porte obrigatório, etc. Ainda segundo o órgão subordinado ao Ministério da Infraestrutura, no que se refere a Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas (PNPM-TRC), conhecida popularmente como tabela de fretes, os transportadores têm sido orientados a respeito do último reajuste.



Em nota divulgada nesta sexta-feira, 29 de janeiro, a ANTT afirmou que ao longo do mês de janeiro as abordagens ocorreram no Posto da PRF de Xanxerê-SC, na BR-282/SC; no Posto de PRF de Guaraciaba, na BR- 163/SC e em entre outras localidades. Já no mês de fevereiro, o órgão promete intensificar as ações de fiscalização, mas não confirmou os locais. 

Por fim a ANTT disponibilizou ainda os canais da Ouvidoria da Agência para denúncias, dúvidas, sugestões, críticas, etc: WhatsApp (61) 9688-4306; Telefone 166 ou e-mail ouvidoria@antt.gov.br .


Confira a nota da ANTT: CLIQUE AQUI


Postar um comentário

2 Comentários

  1. Boa tarde , falo em nome da categoria de autônomos (aquele que tem um caminhão) o maior problema hj que vivemos é trabalhar através de transportadoras, agenciadoras de frete (atravessadores) não há uma fiscalização, eles pega o frete por um valor e nos passa oque bem entende, inclue o pedágio de quem os contrata e não nos repassa , assim temos que tirar do bolso,concordo que a transportadora precisa ganhar dinheiro, mas não desse tanto o justo seria somente para manter escritório e não para obter lucros abusivo a nossa realidade hj é esta ,se não quiser pegar o frete de graça não roda... cada ano estamos com os caminhões mais sucateado ao contrário das transportadoras que faz grande volume de faturamento e adquiri linhas de crédito interessante para renovar suas frotas, deixo meu desabafo aqui ,não sou contra a transportadora e sim com oque vem acontecendo a anos sem nenhuma fiscalização em cima para que repasse a nos o justo,não vai adiantar ficar reclamando de preço do diesel o governo não vai conseguir fazer milagre ,não adianta dizer que pneu,peças é caro isso depende muito do dólar também..

    ResponderExcluir
  2. Essa instituição chamada ANTT esta de brincadeira com a nossa cara , às vésperas da paralização eles vem mostrar serviço ? Vão pros quintos dos inferno seus aproveitadores

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.