Publicidade

DNIT revitaliza 277 quilômetros de rodovias em Mato Grosso

DNIT/Divulgação
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) revitalizou em 2020 mais de 277 quilômetros de rodovias federais que cortam o Estado de Mato Grosso. Os serviços consistem em fazer a recuperação do pavimento com o objetivo de garantir uma maior segurança aos usuários que trafegam pelas estradas.

Todas as rodovias do Estado contam com contratos de manutenção e, constantemente, as vias são avaliadas e monitoradas pelas equipes da Autarquia.

Dentre as restaurações executadas pelo DNIT, destaca-se a recuperação da BR-364/MT, próximo ao município de Alto Araguaia (426 km de Cuiabá), na região Sul do Estado. Especificamente neste contrato, a Autarquia revitalizou 44 quilômetros.

A BR-364/MT é um eixo estruturante importante e é utilizada para o escoamento da produção do agronegócio. Pela estrada trafegam, em média, cinco mil caminhões de carga por dia.

Os veículos seguem para o terminal ferroviário da Ferronorte ou para os portos de Santos (SP) para, depois, as cargas serem embarcadas para o mercado internacional.

Em um dos locais onde os serviços foram executados, o DNIT restaurou a rotatória entre a BR-364/MT e a rodovia estadual MT-100, conectando as duas rodovias usadas por caminhões de carga, especialmente, durante a época do escoamento da safra.

A Autarquia revitalizou outros 110 quilômetros na rodovia, sendo 78 quilômetros entre o entroncamento da MT-170, em Novo Mundo, e os municípios de Sapezal e Campos Júlio, e mais 31 quilômetros entre Campo Novo do Parecis e o entroncamento da MT-170, região noroeste do Estado.

Nos trechos foram executados serviços de recuperação do pavimento e constantemente são realizadas obras de conservação, tais como tapa buracos e limpeza de faixa de domínio.


Programas 
As obras foram executadas por meio de diferentes programas. Um deles trabalha com a restauração e a manutenção rodoviária, cujo contrato contempla a restauração propriamente dita do pavimento conforme projeto elaborado por equipe técnica, a qual aponta as necessidades de melhorias do pavimento, além da limpeza da faixa de domínio.

O outro engloba todas as atividades inerentes à conservação corretiva e preventiva em pista e em elementos extra da pista, de forma a proporcionar a melhor manutenção das condições de segurança aos usuários.

O DNIT também executou atividades de restauração rodoviária, sejam em ações de correções funcionais, ou mesmo de reabilitação integral do pavimento.

DNIT/Divulgação
FONTE:
DNIT

Postar um comentário

0 Comentários