Mack Defense entrega primeiros caminhões blindados para testes no Exército dos EUA

Mack Defense/Divulgação
A Mack Defense entregou na última semana ao Exército dos Estados Unidos, os seis primeiros caminhões blindados M917A3 (HDT). Ao longo das próximas 40 semanas, os inéditos modelos que fazem parte de um contrato de  US $ 296 milhões, passarão por rigorosos testes de durabilidade no Centro de Testes de Aberdeen do Exército norte-americano.

“Nos últimos anos, nossas equipes trabalharam muito em parceria com o Exército dos EUA para desenvolver, projetar e começar a construir esses caminhões de última geração”, disse David Hartzell, presidente da Mack Defense. “Estamos confiantes de que a versão blindada fornecerá os níveis de proteção exigidos pelo Exército dos EUA.”

Batizada de PVT (Teste de Veículo de Produção), a fase inicial de testes inclui uma série de exercícios que visam avaliar o desempenho e durabilidade de cada caminhão. Além disso, os modelos também serão submetidos a testes de fogo real para determinar a capacidade de sobrevivência dos ocupantes. 


“Durante a fase de PVT do contrato, o Exército dos EUA fornecerá feedback sobre o desempenho dos caminhões”, disse Jack Terefinko, gerente do programa HDT da Mack Defense. “Isso nos permitirá continuar a ajustar o programa e garantir que estamos atendendo a todos os requisitos”.

Baseados nos modelos vocacionais Mack Granite, a versão militar M917A3 (HDT) foi desenvolvida exclusivamente para atender às atuais necessidades do Exército dos Estados Unidos. Segundo a Mack Defense os modelos contam com eixos traseiros mais pesados, tração 8x4 e suspensão elevada, atributos que asseguram elevada capacidade de carga útil e excelente mobilidade.

Essa não a primeira vez que a Mack Defense desenvolve e fornece caminhões para o Exército norte-americano. Em 2019, os primeiros modelos M917A3 não blindados também entraram na fase de testes. O contrato atual prevê que a Mack Defense forneça todos os modelos até maio de 2025.

Mack Defense/Divulgação
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários