Mercedes-Benz registra alta na venda de caminhões seminovos através da SelecTrucks

Mercedes-Benz/Divulgação
Na contramão da crise e dos desafios impostos pela pandemia de Covid-19 (Coronavírus), a Mercedes-Benz vem registrando ao longo de 2020 um crescimento significativo na venda de caminhões seminovos, através da SelecTrucks, loja oficial da montadora.

De acordo com o balanço oficial da montadora de origem alemã, de janeiro a julho deste ano, a SelecTrucks foi responsável pela comercialização de 895 caminhões seminovos, alta de 22,7% em relação ao mesmo período de 2019, quando foram comercializados 729 modelos.

Somente no mês de julho deste ano, a revenda oficial da marca foi responsável pela comercialização de 195 caminhões seminovos, alta de 47,7% em relação a julho de 2019, quando foram comercializados 132 modelos. 

“Em julho foi batido o recorde de faturamento de usados. Desde 2013 a gente nunca tínhamos faturado o número de veículos que a gente faturou. Foram 195 caminhões em um mês só. Isso nunca tinha acontecido”, destacou Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, em um bate papo com o Portal Caminhões e Carretas.


De acordo com o executivo, a alta no segmento de caminhões seminovos pode ser justificada pela interrupção temporária da produção de caminhões nos primeiros meses de pandemia. "A escassez temporária de caminhões que temos agora, criou um movimento no mercado de seminovos. Hoje o empresário que quer fazer troca e tem seminovo para vender, está vendendo muito bem o caminhão". afirmou.

Segundo Leoncini, segmentos como o agronegócio tem impulsionado de maneira significativa a venda de caminhões extrapesados seminovos, graças ao baixo índice de roubo e o alto volume das safras. "Hoje achar um cavalo mecânico 6x4 rodoviário, com até 4 ou 5 anos de uso é bem difícil. Se achar o preço vai ser bem diferente de seis meses atrás", disse. 

Da mesma forma que o agronegócio, o segmento de distribuição também tem aquecido a venda de caminhões de seminovos, especialmente de semipesados. “O semipesado é o faz tudo, é o coringa. De vez em quando fica dentro da cidade, ele faz o intermunicipal, mas ele também pode fazer o interestadual. Também serve para diversos tipos de cargas, dependendo do implemento que se tenha” comentou Leoncini. "Notamos a procura pelo semipesado em nossa operação. Normalmente os semipesados já entram com dono, porque os clientes já olham no site o que está chegando", concluiu.

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários