Mercado de caminhões usados cresce 46% em julho

Nilson Caminhões
O mercado brasileiro de caminhões usados segue se recuperando dos efeitos da pandemia de Covid-19 (Coronavírus).

De acordo com os dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), 32.447 caminhões usados foram negociados em junho, crescimento significativo de 46,35% em relação ao mês anterior, junho, quando foram negociados 22.171 modelos. O crescimento é justificado pela retomada gradativa das atividades comerciais nos grandes centros urbanos.

Entretanto, em relação a julho de 2019, quando foram comercializados 34.058 caminhões usados, a queda do mercado em julho deste ano foi de 4,71%.


No acumulado do primeiro semestre de 2020 foram negociados em todo o país 149.489 caminhões usados, queda de 27,81% em relação ao mesmo período de 2019, quando foram comercializados 207.081 caminhões.

Os dados divulgados pela Fenabrave também apontam as seis marcas que se destacaram no mercado de usados até o momento em 2020. São elas, a Mercedes-Benz que garantiu uma participação de 37,01% nos negócios seguida pela sua principal concorrente, a Volkswagen que alcançou uma participação de 21,17%, a Ford com 16,05%, a Scania com 9,62% de participação, seguida da sua concorrente sueca Volvo com 8,85% e a Iveco com 4,31% de participação nos negócios de usados.


TEXTO: Lucas Duarte 

Postar um comentário

0 Comentários