Motoristas de transporte turístico recebem auxílio emergencial de R$ 1200

ABARE/Divulgação
Desde o início da pandemia causada pelo novo coronavirus a Setur tem desenvolvido, juntamente com o setor, medidas para apoiar empresários e profissionais do turismo, um dos segmentos mais atingidos pela crise econômica.

Na segunda-feira (13) o Governo do Distrito Federal liberou o pagamento do Programa Mobilidade Cidadã para cerca de 1,8 mil donos de ônibus e micro-ônibus ou outros veículos destinados ao transporte coletivo escolar e de turismo. O auxílio de R$ 1.200 foi concedido por meio de cartão fornecido pelo Banco de Brasília (BRB) por até três meses.

A secretária Vanessa Mendonça destacou o trabalho realizado em conjunto pelo governo na condução das conversas e negociações e o momento de união em torno das dificuldades geradas pela pandemia. "A Secretaria de Turismo e a Abare vêm trabalhando juntas para minimizar os impactos para os nossos grandes parceiros que fazem girar o nosso turismo. Agradeço ao nosso governador, Ibaneis Rocha, pela sensibilidade e pela providência em disponibilizar esse auxílio que ajudará centenas de famílias. Tenho certeza que sairemos mais fortalecidos por Brasília e pelo Turismo."


O presidente da Associação Brasiliense das Agências de Turismo Receptivo do DF, Reinaldo Ferreira, vem lutando incansavelmente a fim de conseguir melhorias para profissionais do transporte receptivo e turístico do Distrito Federal. Isso porque o setor vive seu pior momento, em meio à crise gerada pelo coronavírus. Ele ressaltou a importância de ações que estimulem a categoria. "Esse auxílio foi um socorro, um fôlego para o turismo. Nós da Abare estamos muito agradecidos porque estávamos há meses sem faturamento, sem ter como gerar renda para pagar as contas e manter nossas famílias", destacou Reinaldo.

André Sadeck foi um dos beneficiários que já recebeu o auxílio e agradeceu todos que se empenharam e não mediram esforços para que a categoria fosse contemplada. "Quero agradecer de coração ao governador Ibaneis Rocha, à secretária Vanessa Mendonça e ao nosso presidente Reinaldo pelo empenho em fazer com que esse auxílio chegasse às nossas mãos. Ele veio na hora certa. A nossa família do turismo estava precisando e estamos todos muito agradecidos", disse.

Programa Mobilidade Cidadã
A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) é a responsável pela gestão do programa, que foi criado para diminuir as consequências do estado de calamidade pública no DF, em razão da pandemia do novo coronavirus. O orçamento disponibilizado para o recurso é de R$ 6 milhões. O valor foi viabilizado após recursos economizados pela Câmara Legislativa. Terão direito ao benefício quem presta serviço mediante concessão ou permissão do poder público e se encontrava devidamente cadastrado em 31 de janeiro de 2020.
FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários