Mercedes-Benz vende Planos de Manutenção para 350 caminhões Axor do Grupo Vamos

Mercedes-Benz/Divulgação
A Mercedes-Benz concluiu recentemente uma importante negociação de Planos de Manutenção e serviços de telemetria Fleetboard para 350 caminhões extrapesados Axor 3344 6x4 adquiridos pelo Grupo Vamos, empresa líder em locação de caminhões, máquinas agrícolas e equipamentos do Brasil, com sede em Mogi das Cruzes (SP).

Destinados a operações com treminhões no transporte de cana-de-açúcar, entre os campos e as usinas no interior do estado de São Paulo, os modelos foram locados para duas das maiores empresas do setor sucroalcooleiro e de energia do País.

“Em cada projeto de locação, definimos com o cliente o modelo de veículo mais adequado e de melhor valor agregado, como também os serviços. Ouvimos ainda os gestores de frota e os motoristas, visando a eficiência da operação. Neste caso, o Axor 3344 se mostrou a melhor solução para as demandas dessas empresas do setor canavieiro”, afirma Gustavo Henrique Braga Couto, diretor presidente do Grupo Vamos. “Com os caminhões e o pacote de serviços oferecido pela Mercedes-Benz, que identificamos como Vamos Mais Longe, fizemos um negócio totalmente alinhado à nossa missão de oferecer uma solução completa aos nossos clientes”.

“Essa negociação com o Grupo Vamos começou no final do ano passado quando a empresa adquiriu os 350 caminhões Axor 3344, que estão sendo entregues de forma programada. Nesse meio tempo, ampliamos a oferta de soluções para o cliente, que adquiriu, recentemente, Planos de Manutenção e serviços de telemetria Fleetboard para todos os veículos”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Assim, juntamente com concessionários da região, contribuímos para a eficiência e a produtividade dos caminhões nas operações dos clientes do Grupo Vamos. Dessa forma, todos acabam ganhando tempo, foco e tranquilidade para se dedicar a suas atividades fins”.

De acordo com o cliente, uma das vantagens na locação da frota é a opção de delegar a manutenção dos veículos à empresa locadora, que fica encarregada de planejar as paradas para entregar o máximo de disponibilidade dos veículos ao frotista, com o mínimo de paradas.

Atualmente o Grupo Vamos conta com cerca de 14.000 ativos locados, entre caminhões, máquinas e equipamentos, tendo como foco principal as locações de médio e longo prazos, envolvendo ativos fundamentais para as operações dos clientes, com serviços que asseguram a disponibilidade da frota. Já a cartela de clientes do grupo é formada em sua grande maioria por embarcadores, indústrias, varejistas e prestadores de serviço de serviços segmentos, como o agronegócio, logística e transporte, varejo e serviços como de telefonia, distribuição de energia e coleta de lixo. 

“A expectativa é continuarmos crescendo nos próximos anos, porque este é um modelo ainda pouco conhecido e explorado no mercado nacional, com oportunidades de expansão”, ressalta Gustavo Couto.


Previsibilidade de custos e qualidade
“Com os Planos de Manutenção damos suporte ao cliente para que ele faça uma boa gestão da frota, otimizando os custos operacionais e alcançando a rentabilidade desejada”, diz Roberto Leoncini. “Mais do que isso, essas soluções da marca apoiam os transportadores a trabalharem com visão de longo prazo, olhando para o TCO, que é o custo operacional total ao longo de toda a vida do veículo. Assim, eles têm previsibilidade de custos e podem se programar com mais assertividade”.

Atualmente os Planos de Manutenção da Mercedes-Benz são oferecidos em quatro modalidades que garantem aos clientes uma série de benefícios, como o uso de peças genuínas, mão de obra especializada e atendimento programado, conforme a conveniência do cliente. Estes benefícios asseguram a qualidade de manutenção, seja ela preventiva ou corretiva, conforme o plano adquirido.

Sobre o Axor 3344
Atualmente o Axor 3344 é um dos principais representantes da Mercedes-Benz no segmento off-road. Disponível nas versões cavalo mecânico, plataforma e basculante, o modelo é reconhecido no mercado pelo baixo consumo de combustível, reduzido custo operacional, robustez, resistência, alta produtividade e disponibilidade em operações severas.

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários