header ads


Circulação de caminhões e ônibus em rodovias pedagiadas recua 15% em maio

ABCR/Divulgação
Ainda refletindo os impactos da pandemia de COVID-19 (Coronavírus), a circulação de veículos pesados nas rodovias privatizadas brasileiras encerrou o mês de maio em queda.

De acordo com o índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas, construído pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) juntamente com a Tendências Consultoria Integrada, a circulação de caminhões e ônibus recuou 15% em maio 2020, quando comparada com o mesmo mês de 2019.

Em relação ao mês anterior, abril de 2020, a circulação de veículos pesados registrou um leve crescimento de 9,2% ao longo do mês de maio. Entretanto, no acumulado dos cinco primeiros meses deste ano, foi registrado um recuo de 6,5%, em relação ao mesmo período de 2019.

“As perdas são relativamente menores em maio do que abril, movimento que ocorre de forma semelhante em todas as regiões contempladas isoladamente na pesquisa.”, afirma Thiago Xavier, analista da Tendências Consultoria. “Os dados evidenciam a redução do índice geral de isolamento social com a diminuição da paralisação das atividades econômicas no país.”.

Confira na íntegra os números do Índice ABCR:
Reprodução/Índice ABCR
TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários