Governo do Brasil e Exército concluem mais uma etapa da obra de duplicação da BR- 116/RS

M.Infra/Divulgação
Com a entrega de mais cinco quilômetros da duplicação da BR-116/RS no acesso ao município de Barra do Ribeiro, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) totaliza a entrega de 74 quilômetros dos 211,2 quilômetros a serem duplicados entre Guaíba e Pelotas. A obra é resultado de parceria firmada entre o DNIT e o Exército Brasileiro, iniciada em fevereiro de 2019.

De acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a rodovia é uma obra fundamental para o desenvolvimento do país. “A BR-116/RS é estratégica e interliga Porto Alegre às principais regiões gaúchas, além de ser a principal via de acesso ao Porto do Rio Grande, importante corredor de escoamento de produção entre o Brasil e o Mercosul”, destacou Freitas.

O trecho liberado, localizado no lote 1 das obras de duplicação, compreende do km 314 ao km 319 da BR-116/RS. O segmento recebeu os últimos ajustes de pintura da sinalização para poder entrar em operação já nesta quarta-feira (29).

Para o general Geraldo Antônio Miotto, do Comando Militar do Sul, que participou da execução da obra, o alinhamento do Exército com o Governo Federal foi fundamental para execução da obra. “Os militares prosseguem agora na execução dos demais trabalhos da obra, cuja conclusão está prevista para o fim deste ano”, reafirmou.


OBRAS NO ESTADO 
As liberações de trechos duplicados da BR-116/RS iniciaram em agosto de 2019 com a inauguração pelo Governo Federal de 47 quilômetros nos municípios de Pelotas (19,65 km), São Lourenço do Sul (12,25 km) e Camaquã (15,1 km). Em março deste ano, foram concluídos mais 22 quilômetros de pista duplicada em Turuçu (7,7 km), São Lourenço do Sul (5,1 km) e Cristal (9,2 km).

Os 211,2 quilômetros de obras estão divididos em nove lotes construtivos e beneficiam diretamente 12 municípios da região Sul do Rio Grande do Sul. Além de uma nova pista, o projeto inclui melhorias como travessias urbanas, ruas laterais, retornos operacionais, viadutos, passarelas e pontes. Com todas essas melhorias, a obra trará mais segurança, conforto e organização ao tráfego das cidades do seu entorno.
FONTE: Ministério da Infraestrutura

Postar um comentário

0 Comentários