Caminhoneiros devem ficar atentos as novas regras de circulação na cidade de São Paulo

Arquivo CNT
Caminhoneiros que trabalham na capital paulista ou pretendem passar pela cidade, devem ficar atento as novas regras de rodízio e circulação de veículos que passaram a valer a partir de desta segunda-feira, 11 de maio. As medidas definidas pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT), tem como principal reduzir a circulação de veículos e pessoas, e consequentemente frear a disseminação do COVID-19 (Coronavírus).

De acordo com o Decreto nº 59.403, publicado no Diário Oficial da Município (DOM) na última sexta-feira, 8 de maio, passa a valer a partir de hoje (11) em todas as vias da cidade o seguinte regime emergencial de restrição de circulação de veículos:

- Nos dias pares do mês somente poderão circular os veículos automotores com placa de dígitos final par; 

- Nos dias ímpares do mês somente poderão circular os veículos automotores, com placa de dígito final ímpar.

Além do novo rodízio de placas, volta a valer na capital paulista a Zona de Máxima Restrição de Circulação (ZMRC).

Segundo o órgão municipal, a restrição valerá durante as 24 horas do dia, inclusive aos sábados, domingos e feriados, independentemente do local de licenciamento do veículo, enquanto durar a situação de emergência. A exceção é o dia 31/05, quando todos os veículos poderão circular.


Multas
Os veículos que descumprirem as novas regras serão autuados de acordo com Código de Transito Brasileiro (CTB), com 4 pontos no prontuário CNH e penalidade de R$ 130,16. Ainda segundo a Prefeitura da capital paulista, será aplicada somente uma multa por dia para o mesmo veículo, independentemente da quantidade de vezes em que houver, no mesmo dia, desobediência à restrição.

Exceções
Ficam isentos do cumprimento do rodízio, os caminhões utilizados no transporte de combustíveis,  insumos diretamente ligados a atividades hospitalares, valores,  alimentos perecíveis, guinchos e aqueles classificados como Veículo Urbano de Carga (VUC), ou seja, furgões e caminhões de pequeno porte, com dimensões e características que sejam adequadas à distribuição de mercadorias e abastecimento no meio urbano, definidas em ato da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes.

Também ficam isentos do cumprimento das restrições de circulação, os caminhões utilizados em serviços públicos, como por exemplo, coleta de lixo, manutenção e implantação de redes elétricas, de água e esgoto, manutenção de vias e sinalizações, bem como os veículos dos Correios, desde que devidamente identificados.

Confira na íntegra o Decreto nº 59.403: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

22 Comentários

  1. Caminhão que eu saiba está fora dessa restrição
    Par ou impar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ru trabalho com uma carreta ímpar no cavalo par na carreta então eu não posso mais circular em sp,este é o país chamado Brasil

      Excluir
    2. Gente vamos voltar a estudar

      Excluir
  2. Sim os caminhões nao estao inclusos

    ResponderExcluir
  3. Não são todos os caminhões que estão liberados ,leiam a postagem com atenção ,o prefeito tinha liberado todos os caminhões mas voltou atrás e está proibido uma parte dos veículos .

    ResponderExcluir
  4. Eu puxo frutas para o ceasa
    Eu estou incluso tambem

    ResponderExcluir
  5. Eu trabalho com uma Hr baú Fasso entregas em mercado posso transitar normal ou so no dia da placa

    ResponderExcluir
  6. Trabalho com perecíveis mas não sou de acordo com esse prefeito.
    Temos que nos unir nesse momento não está certo oque esse prefeito e governador faz com a gente.
    Vamos paralisar por 48hrs TB.

    ResponderExcluir
  7. Até parece quê caminhoneirs não conhecem regras !! Onde está a CNH e os conhecimentos Mop Aiai uiui

    ResponderExcluir
  8. Caminhoneiro é caminhoneiro!! Entendeu !!! Caminhoneiro não são burro são bicho solto

    ResponderExcluir
  9. O certo seria nem um caminhão vir pra são Paulo, deixa eles buscar as mercadorias, é o cúmulo da inresponsabidade, ele quer mesmo é o dinheiro das multas,kkk

    ResponderExcluir
  10. Independente do trabalho com que os caminhões fazem isso e uma afronta a última manifestação será q o povo não isso

    ResponderExcluir
  11. Eu puxo ração animal então eles podem morrer de fome por conta dessa maldita restrição

    ResponderExcluir
  12. Total falta de respeito com os caminhoneiros ficam aí arriscando a vida e ainda tem que passar por isso.

    ResponderExcluir
  13. Agora fudeu de vez,estou com um baú impar engatado num cavalinho par e como fica isso agora? Que buxa hein...

    ResponderExcluir
  14. Quer dizer que saio do sul para ir ao nordeste quando chego em sao paulo tenho que ficar parado 24 hrs.é muita sacanagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Usa Rodoanel, fácil assim, pra que entrar em SP

      Excluir
  15. Simples a prefeitura de São Paulo deveria contratar carrossa pra reabastecer ,o mercado local nos pouparia todo esse transtorno de ir descarrega na City ,onde o epicentro da covid-19 , está localizado !

    ResponderExcluir
  16. Caminhões é só continuar seguindo a ZMRC

    ResponderExcluir
  17. Eu,acho q nós teria q luta para melhorar tudo principalmente os fretes,circulação do veículos, pontuação da CNH..
    Nós estamos comendo na mão dos empresários... fora essas cargas de horário q vc falta se matar pra entregar é não ter um mínimo de valor ...

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.