Mercado de ônibus registra queda de 14,5% no primeiro trimestre de 2020

Marcopolo/Divulgação
Refletindo os impactos da pandemia de COVID-19 (Coronavírus),o mercado brasileiro de ônibus registrou significativas quedas no primeiro trimestre de 2020. Os números são confirmados pelo relatório da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

De acordo com os dados da entidade, nos três primeiros meses do ano foram emplacados 5.294 ônibus em todo país, queda de 14,52% em relação ao primeiro trimestre de 2019 quando foram licenciados 6.193 unidades.

Somente no mês de março, 1.295 ônibus foram licenciados em todo o país, queda de 29,66% em relação a fevereiro, quando foram emplacados 1.841 unidades. Em relação a março de 2019, quando foram licenciados 2.004 ônibus, o segmento registrou um recuo significativo de 35,38%.

Segundo Assumpção Júnior, ainda não é possível revisar as projeções do Setor para o ano de 2020, em função da falta de previsibilidade de retorno do comércio e dos reais impactos ao final do período de quarentena. “Sabemos que a prioridade é a saúde da população, mas, a continuar como está, em um mês de estagnação, cerca de 20% dos empregos do nosso Setor podem ser comprometidos, pois os Concessionários estão sem receita e, ao contrário, têm despesas fixas. Por enquanto, as Concessionárias estão segurando a situação como podem, antecipando férias, utilizando banco de horas, mas, chegará um momento em que isso não se sustentará”, revela o Presidente da FENABRAVE.



Mercedes-Benz na liderança
O mercado brasileiro de ônibus encerrou o primeiro trimestre sendo liderado pela Mercedes-Benz com um total de 3.607 unidades emplacados e participação de 68,13%. A Volkswagen garantiu o segundo lugar no ranking com 753 ônibus licenciados e participação de 14,22%. Na terceira posição aparece a Marcopolo com 537 ônibus emplacados e participação de 10,14%. Já a Scania garantiu o quarto lugar do mercado nacional com um total de 145 unidades licenciadas e participação de 2,74%. Em quinto lugar, a Volvo registrou no primeiro trimestre 126 ônibus emplacados, número que garantiu uma participação de 2,38%. Já a IVECO, garantiu a sexta colocação com um total de 106 ônibus emplacados e participação de 2% no primeiro trimestre de 2020. A sétima colocação do ranking de mercado foi ocupada pela Agrale com 15 emplacamentos e participação de 0,28%. Por fim, a BYD garantiu a oitava colocação no mercado com 3 unidades emplacadas e participação de 0,06%.


Confira na íntegra os números da Fenabrave: CLIQUE AQUI 

TEXTO: Lucas Duarte

Postar um comentário

0 Comentários