Coronavírus adia produção e vendas da nova linha de caminhões Volvo

Volvo/Divulgação
Diante do avanço da pandemia de COVID-19 (Coronavírus), que provocou uma série de interrupções no segmento industrial, a Volvo Trucks decidiu alterar o cronograma de comercialização e produção da nova linha de caminhões FH, FM e FMX, apresentada em fevereiro deste ano.

Inicialmente, a produção dos modelos que ficaram conhecidos como o maior lançamento da montadora sueca nos últimos tempos, estava prevista para começar em setembro. Com a mudança, a produção dos novos caminhões será adiada em seis meses, passando para março de 2021.

O adiamento é justificado pelo atraso na atualização da linha de produção, treinamento de colaboradores e ajustes de fornecedores. Atraso este, também justificado pelas interrupções provocadas pela pandemia.


Produção na Europa
Assim como no Brasil, a produção de caminhões e ônibus Volvo na Europa segue interrompida, em cumprimento às orientações das autoridades epidemiológicas e como forma de somar esforços ao combate à pandemia. 

Entretanto, algumas unidades da marca já dão sinais de retomada das atividades, como por exemplo, a divisão de motores para caminhões, ônibus e equipamentos para a construção civil. Apesar da retomada gradativa na fábrica de motores, a marca não confirmou uma data para a volta total das atividades no velho continente.

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários