Mercado de caminhões recua no primeiro bimestre de 2020

Mercedes-Benz/Divulgação
O mercado brasileiro de caminhões encerrou o primeiro bimestre de 2020 apresentando um leve recuo em relação ao ano anterior, segundo relatório divulgado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

De acordo com os dados da entidade, nos dois primeiros meses do ano foram emplacados 13.693 caminhões em todo país, queda de 0,40% em relação ao primeiro bimestre de 2019 quando foram licenciados 13.748 caminhões.

Somente no mês de fevereiro, 6.580 caminhões foram licenciados em todo o país, queda de 9,42% em relação a janeiro, quando foram emplacados 7.185 unidades. Em relação a fevereiro de 2019, quando foram licenciados 6.816 caminhões, o segmento registrou no segundo mês deste ano um recuo de 4,52%.


Para o Presidente da FENABRAVE, Alarico Assumpção Júnior, embora o desempenho do bimestre tenha apresentado uma pequena retração nas vendas, a entidade mantém suas expectativas otimistas para o ano. “O primeiro bimestre sofre com os impactados do período de férias escolares e com os compromissos de pagamentos acumulados no início do ano, além do reflexo da pausa para o Carnaval. Por isso, consideramos o desempenho do primeiro bimestre normal e sem surpresas com relação às nossas projeções, que estão mantidas em um crescimento geral em torno de 10% para 2020. Continuamos confiantes de que teremos um novo ciclo de crescimento, nos próximos meses, nas vendas de veículos no País”, ressaltou o Presidente da entidade.

Pesados em destaque 
Apesar do leve recuo registrado no primeiro bimestre de 2020, o segmento de pesados segue liderando com folga o mercado brasileiro de caminhões. Segundo a Fenabrave, o segmento acumulou uma participação total de 49,33% no período.

Mercedes-Benz na liderança
O mercado brasileiro de caminhões encerrou o primeiro bimestre sendo liderado pela Mercedes-Benz com um total de 4.947 caminhões emplacados e participação de 36,13%. A Volkswagen garantiu o segundo lugar no ranking com 3.241 caminhões licenciados e participação de 23,67%. Na terceira posição aparece a Volvo com 2.561 caminhões emplacados e participação de 18,70%. Já a Scania garantiu o quarto lugar do mercado nacional com um total de 1.188 unidades licenciadas e participação de 8,68%. Em quinto lugar, a DAF registrou no primeiro bimestre 648 caminhões emplacados, número que garantiu uma participação de 4,73%. E por fim, a IVECO garantiu a sexta colocação com um total de 589 caminhões emplacados e participação de 4,30% no primeiro bimestre de 2020.

Confira na íntegra os números da Fenabrave: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários