header ads


Isolar o cilindro de ar do freio é um perigo

PRF/Divulgação
Muitos motoristas imaginam que, ao perceberem um vazamento de ar no cilindro, podem simplesmente isolar, isto é, deixá-lo inoperante. Porém, precisam lembrar que este procedimento leva a uma redução do potencial de segurança do veículo. A WABCO, fornecedora global líder em sistemas de controle de frenagem e em tecnologias avançadas que melhoram a segurança, a eficiência e a conectividade de veículos comerciais, explica a questão por meio da WABCO ACADEMY, centro de excelência em treinamento técnico. 

“A filosofia da WABCO ACADEMY é compartilhar conhecimento prático e informações obtidas ao longo de anos de experiência”, diz Osmar Lopes, coordenador de assistência técnica e treinamento da WABCO e responsável pela WABCO ACADEMY América Latina.


O sistema de freio pneumático existente em veículos comerciais é composto de vários cilindros de freio, em quantidade variável de acordo com as características de cada modelo de veículo. Todos os cilindros são de extrema importância no processo de desaceleração do veículo e para realizar uma frenagem segura e eficiente. Acontece que, ao notar um vazamento de ar, a decisão de anular um dos componentes coloca em risco a segurança veicular. Empreender uma viagem com um cilindro de ar isolado, além de imprudência, expõe o veículo a uma condição insegura, ou seja, deixa-o em risco de acidentes.

Para a frenagem permanecer segura e eficaz, a WABCO recomenda sempre a manutenção preventiva de todos os componentes dos sistemas de freio pneumático. Além de conservar a funcionalidade e a durabilidade dos componentes, a manutenção em dia evita a parada não programada do veículo, que eleva os custos operacionais. Serviços de manutenção devem ser feitos por mecânicos qualificados. Além disso, faça a manutenção sempre com produtos originais, que têm qualidade premium certificada pela montadora do veículo.
FONTE: Wabco

Postar um comentário

0 Comentários