Randon lança exclusivo semirreboque com sistema de tração auxiliar elétrica

Felipe-Fedrizzi/Randon
Atentas as condições severas de operação do transporte rodoviário de cargas brasileiro, que inclui trechos com inúmeras diferenças topográficas e em linha com as tendências mundiais, as empresas Randon apresentam na Fenatran 2019 o exclusivo semirreboque com sistema de tração auxiliar elétrica, a solução Hybrid R.

Resultado do sistema chamado e-Sys, desenvolvido em sinergia com Suspensys e Centro Tecnológico Randon (CTR) em Farroupilha, Rio Grande do Sul, a novidade garantirá aos transportadores uma redução de até 25% no consumo de combustível, prologamento da vida útil dos componentes, redução do desgaste dos freios e redução dos níveis de emissões e do TCO (Custo Total de Operação).


Pioneira na América Latina, a tecnologia de armazenamento e regeneração elétrica foi inspirada na Fórmula-1, que utiliza o Sistema KERS (Kinetic Energy Recovery Systems). O conceito utiliza o sistema auxiliar de recuperação de energia gerada durante a frenagem da composição cavalo-mecânico/carreta, ou durante descidas, garantindo a carreta a capacidade de ajudar o caminhão a transpor aclives ou realizar ultrapassagens de forma mais eficaz e segura.

“Estamos apresentando uma solução totalmente disruptiva, que inverte a lógica vigente, porque a carreta passa a ajudar o caminhão com ganhos operacionais efetivos ao cliente e à natureza”, observa Daniel Randon, lembrando que o resultado foi possível graças à sinergia e ao compartilhamento de conhecimentos das empresas integrantes.
Felipe-Fedrizzi/Randon
Como funciona 
O sistema e-Sys, que equipa o semirreboque da Randon Implementos, opera a partir de um conjunto eletromecânico formado por uma Unidade de Controle Eletrônico (ECU), bateria, inversor e motor elétrico da WEG (acoplado a um eixo desenvolvido exclusivamente para este fim). Este conjunto, gerenciado por um algoritmo inteligente especialmente criado para avaliar as condições de operação e uso, permite ao implemento aliviar o esforço sobre cavalo-mecânico em certas situações, como nas subidas, o que resulta em economia de combustível. Nas frenagens e desacelerações, o motor passa a trabalhar como gerador, recuperando a energia cinética e armazenando-a em baterias que alimentarão o motor elétrico da própria carreta. Com isso, o conjunto caminhão/carreta ganha eficiência e maior agilidade, com menor desgaste do conjunto de freio e com menor consumo de combustível. “O principal objetivo é promover a otimização energética da combinação de veículo de carga, tendo como potencializadores os fatores Brasil, como a dimensão continental, o relevo irregular e as legislações de cargas e acoplamentos”, destaca Daniel Randon.

Segundo Joel Boaretto, gerente de inovação e um dos idealizadores do projeto, o sistema e-Sys conta ainda com 184 cv de potência e 430 Nm de torque. Além disso, a novidade conta um sistema de gerenciamento por GPS, capaz de analisar e memorizar a topografia de cada uma das rotas, otimizando assim o uso do sistema auxiliar tração em viagens posteriores.

Comercialização
De acordo Boaretto, o semirreboque Hybrid R encontra-se em fase destes operacionais, com previsão de comercialização para o fim de 2020.

Confira o funcionamento na prática:
TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Randon
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários