Librelato apresenta novo semirreboque graneleiro com nióbio na composição

Librelato/Divulgação
Atenta a incessante busca por equipamentos cada vez mais leves e com maior capacidade de carga, a Librelato apresenta na 22ª Fenatran – Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga, o novo semirreboque graneleiro PRÓ-NIO.

Com a nova tecnologia PRÓ-NIO aplicada ao Semirreboque Graneleiro de três eixos e 12,50 metros de comprimento, a Librelato garante um aumento de carga transportada da ordem de 780kg e de uma tonelada para as versões rodotrem, já vez que o aço utilizado na fabricação contém o Nióbio em sua composição, o que torna a liga mais resistente em relação aos aços estruturais e permite o desenvolvimento de implementos mais robustos e rentáveis.

A tecnologia inédita no Brasil é resultado de um desenvolvimento conjunto com a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) - líder mundial em fornecimento de produtos de Nióbio, e a SSAB – empresa sueca líder mundial em produção de aços avançados. O desenvolvimento deste novo produto contou com a participação das equipes de P&D da Librelato, CBMM e SSAB e passou pela etapa de construção e avaliação de protótipos, com testes práticos em campo, até a validação final e liberação para venda. Para Rafael Bett, “a utilização do Nióbio permitirá oferecer produtos mais inovadores e diferenciados em relação aos implementos graneleiros disponíveis atualmente no mercado”.


Apesar do novo lançamento, a atual linha de semirreboques graneleiros permanecerá no portfólio de produtos da Librelato. Enquanto os novos modelos desenvolvidos com tecnologia PRÓ-NIO farão parte de uma linha específica e tecnologicamente mais avançada para o segmento graneleiro.

Segundo José Carlos Sprícigo, CEO da Librelato, a expectativa é de um crescimento gradativo de participação do novo conceito no mix de vendas da linha graneleira, a partir do momento em que o mercado começar a assimilar suas vantagens e o maior retorno sobre investimento que proporciona. Atualmente a linha graneleira da Librelato responde por mais de 40% das vendas da empresa.

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Librelato
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários