Scania apresenta plano Premium Flexível com redução de até 25% do custo da manutenção

Scania/Divulgação
Sucesso indiscutível desde o lançamento em 2017, os programas de manutenção Scania com planos flexíveis acabam de ganhar um reforço no portfólio com o lançamento da versão Premium Flexível, que permite uma redução de até 25% no custo total do caminhão. 

A novidade chega ao mercado como a mais completa oferecida pela marca, pois contempla as manutenções preventivas e as corretivas de forma individualizada e personalizada, garantindo a máxima rentabilidade, disponibilidade e confiabilidade operacional da frota.

“Na Fenatran 2017, apresentamos a revolucionária manutenção flexível. Nesses últimos meses, fomos percebendo que já estava na hora de uma nova evolução. Estamos continuamente nos desafiando como melhorar ainda mais a rentabilidade da operação. O fruto desse estudo prático é o lançamento do Premium Flexível”, afirma Fábio Souza, diretor de Serviços da Scania no Brasil. “Estamos aumentando a redução do custo total de manutenção do caminhão com o plano flexível para até 25%. São promessas ousadas, mas o retorno dos clientes nos prova que o caminho está na direção correta.” 

O Programa de Manutenção Scania Premium Flexível já está disponível para caminhões novos e em contratos de adesão de três, quatro ou cinco anos. 

Outro grande destaque da Scania em 2017 foi o lançamento dos Serviços Conectados. “A conectividade no caminhão nos permite fazer esta revolução. E, a próxima é transformar a manutenção corretiva em flexível, ou seja o veículo avisar com antecedência o que deverá ser trocado de acordo com os fatores operacionais”, diz Souza. “Hoje, na preventiva flexível o produto avisa o que precisa ser revisado. O que já é fantástico. Mas, por enquanto, nosso avanço está em garantir a cobertura das corretivas.”

Esse novo passo, consolida mais uma etapa na construção constante da jornada de Serviços para propiciar mais rentabilidade, disponibilidade e evolução de gestão para o transportador.

“O método de cobrança também será baseado na cobrança da faixa dinâmica de economia de combustível, portanto agora na preventiva e na corretiva. Antes, o cliente não sentia tanto no preço o fato de melhorar a faixa de consumo. Agora, a economia será notável. O investimento no Premium Flexível tem mais atratividade competitiva, e vai garantir a confiabilidade de todo o caminhão”, conta Gustavo Andrade, gerente de Portfólio de Serviços da Scania no Brasil. “O cliente permanece não tendo risco. O valor acertado será o cálculo prévio dos custos totais de manutenção, e não será mudado ao longo do tempo de vigência. Se houver mais gastos do que esperado, a Scania assume a responsabilidade, tornando ao cliente esse custo de manutenção totalmente conhecido por todo período contratado”.


Portfólio de serviços ampliado
As novidades da Scania em 2019 não param por ai. A partir de agora o PMS Flexível ganha mais uma opção com o PMS Trem de Força Flexível, novidade que oferece a manutenção total de todas as peças banhadas a óleo do diferencial, câmbio e motor.

“É uma ótima opção econômica ao cliente que quer manter o “coração” do caminhão em alta confiabilidade operacional. E no Trem de Força Flexível, o cliente conta com o grande benefício da cobrança segundo a faixa dinâmica de consumo de combustível, podendo reduzir seus custos de manutenção”, revela Andrade.

O PMS Trem de Força Flexível está disponível para caminhões novos e em contratos de três, quatro ou cinco anos.

Com a chegada da cobertura do trem de força aos planos flexíveis, item que já era oferecido nos planos tradicionais, os programas de manutenção Scania continuam com as possibilidades dos dois planos de manutenção, Flexíveis e Periódicos (formato tradicional). O PMS Flexível passa a contar com o Premium e o Trem de Força, nas corretivas, que se juntam ao Standard na preventiva. Os PMS Periódicos nas preventivas oferecem o Standard e o Compacto; e nas corretivas as três opções Premium, Trem de Força e Mais. 

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Scania
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários