Mercado de ônibus cresce 36% em agosto

Mercedes-Benz/Divulgação
Em ritmo de retomada e crescimento, o mercado brasileiro de ônibus encerrou o mês de agosto com crescimento significativo em todos os comparativos em relação ao ano anterior. Os números positivos são confirmados pelo relatório da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

De acordo com os números da entidade, ao longo do mês de agosto foram emplacados 2.709 ônibus em todo país, crescimento de 36,13% em relação a agosto de 2018 quando foram emplacados 1.990 unidades.

No comparativo com o mês anterior, julho de 2019, quando foram emplacados 2.396 veículos, o mercado brasileiro de ônibus apresentou um crescimento de 21,56%, segundo os dados da entidade. 

O acumulado dos oito meses de 2019 também apresentou um crescimento significativo em relação ao ano anterior. De acordo com a Fenabrave, de janeiro a agosto deste ano já foram emplacados em todo o Brasil 17.507 ônibus, crescimento de 51,54% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram emplacados 11.553 ônibus. 

A expectativa é que a continuidade da renovação das frotas de transporte público dos grandes centros urbanos do país mantenham o mercado aquecido no restante de 2019. 


Liderança incontestável 
O relatório de vendas divulgado pela Fenabrave também traz um ranking de marcas. Destaque para a liderança incontestável da Mercedes-Benz com 1.579 ônibus emplacados em agosto, número que garantiu uma participação de 58,29% no mercado e 10.625 ônibus emplacados de janeiro agosto de 2019, número que garantiu a marca uma participação total de 60,69%. 

Na segunda colocação está a VW Caminhões e Ônibus com 557 unidades emplacadas em agosto (participação de 20,56%) e 3.675 emplacamentos de janeiro a agosto (participação de 20,99%).

Já a Marcopolo ocupa a terceira posição no ranking da Fenabrave com 248 ônibus emplacados em agosto (participação de 9,15%) e 1.750 emplacamentos nos oito meses de 2019 (participação de 10,00%).
Reprodução relatório Fenabrave

Confira na íntegra os números da Fenabrave:
 CLIQUE AQUI 

TEXTO: Lucas Duarte

Postar um comentário

0 Comentários