EcoRodovias vence leilão da BR-364/365 com tarifa de R$ 4,69

EPL
A concessão da BR-364/365, primeiro leilão de rodovias realizado pelo governo Jair Bolsonaro, foi arrematada, nesta sexta-feira (27), pela EcoRodovias Concessões e Serviços S.A. O grupo levou a concessão, no trecho entre os municípios de Jataí (GO) e Uberlândia (MG), por um período de 30 anos. O valor da Tarifa Básica de Pedágio vencedora foi de R$ 4,69, deságio de 33,14% em relação ao da tarifa-teto, de R$ 7,02. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, comemorou o sucesso do leilão.

O grupo EcoRodovias vai operar um trecho de 437 km e terá que fazer investimentos da ordem de R$ 4,59 bilhões, sendo R$ 2,06 bilhões referentes a investimentos em melhorias e intervenções previstas no Programa de Exploração da Rodovia (PER), além de R$ 2,53 bilhões de custos operacionais.

O leilão 
Realizado pelo Ministério da Infraestrutura, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e a Secretaria do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos), na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), o leilão recebeu três propostas de empresas interessadas. A sessão teve início às 10h e, em seguida, foram abertas as propostas econômicas escritas de cada grupo.

A primeira proposta foi da empresa Silva & Bertoli - Empreendimentos e Participações Societárias S.A. com uma oferta de tarifa de R$ 5,75. Em seguida a EcoRodovias Concessões e Serviços S.A ofertou um lance de R$ 4,69, e, por último, foi a vez do Consórcio Way-364/365, com lance de R$ 5,82.


Cronograma
 A partir de agora, a ANTT vai fazer a verificação da documentação do consórcio vencedor. Em seguida, haverá prazo para recursos e a homologação do resultado do certame por parte da diretoria da agência. A assinatura do contrato de concessão está prevista para ocorrer até dezembro e o início das operações do consórcio deve ocorrer até janeiro.

Obras
Entre as principais obras previstas para a rodovia estão a duplicação de 44,2 km, a construção de 134,3 km de terceira faixa, implantação de 87,8 km de acostamentos e 19,4 km de vias marginais. A empresa vencedora também será responsável pela construção de dois viadutos, passagens inferiores, rotatórias, passarelas e melhoria dos acessos, além de recuperação e implantação dos sistemas elétricos de iluminação relacionados.

Próximos leilões
A carteira de projetos do Ministério da Infraestrutura até 2022 é extensa. Na lista constam rodovias importantes, como as BR-381/262/MG/ES, BR-163/230/MT/PA, BR-153/080/414/GO/TO, BR-364/RO/MT, BR-153/282/470/SC e SC-412, BR-116/493/RJ, BR-040/495/RJ/MG, BR-116/465/101/RJ/SP, além de 4,1 mil km das Rodovias Integradas do Paraná. Outros 7,2 mil km de rodovias já estão em fase de estudos.
FONTE: Ministério da Infraestrutura

Postar um comentário

0 Comentários