CNH Industrial anuncia investimento de US$ 250 milhões na produção de caminhões Nikola

Nikola/IVECO
O Grupo CNH Industrial, anunciou na última semana, uma parceria estratégica e exclusiva na produção de caminhões da Nikola Corporation, empresa com sede em Phoenix, no Arizona, EUA. De acordo com o grupo, o objetivo é acelerar a transformação da indústria em direção à neutralidade de emissão de caminhões pesados na América do Norte e Europa através da adoção da tecnologia de células de combustível.

A CNH Industrial será a principal investidora da “Série D”, através de um aporte de US$ 250 milhões, sendo US$ 100 milhões em dinheiro e US$ 150 milhões em serviços, como desenvolvimento de produtos, engenharia de fabricação e assistência técnica, além do fornecimento de certos componentes-chave para acelerar o cronograma de produção dos caminhões Nikola TWO e TRE. A Nikola prevê levantar mais de US$ 1 bilhão na “rodada D”, concedendo aproximadamente 25% de propriedade a novos investidores e parceiros de negócios, incluindo a CNH Industrial.

Através de suas expertises de engenharia e manufatura, a IVECO e a FPT Industrial, serão responsáveis pela industrialização dos caminhões elétricos equipados com célula de combustível e bateria da Nikola, dentre eles, os modelos Nikola ONE e Nikola TWO, para o mercado da América do Norte; e o Nikola TRE, para a Europa.

Já a Nikola contribuirá com tecnologias para uma joint venture europeia com a CNH Industrial, que incluirá as expertises da empresa em células de combustível, eixos eletrônicos, inversores, suspensão independente, armazenamento a bordo de hidrogênio a bordo, funcionalidade de atualização de software no ar, infotainment, controles do veículo, protocolos de comunicação veículo-estação, acesso a uma rede de abastecimento de hidrogênio, entre outras.

A curto prazo, a nova parceria já prevê o início da produção do caminhão movido a célula de combustível Nikola TWO (Classe 8) para o mercado norte-americano, bem como a integração da tecnologia IVECO S-Way ao modelo Nikola TRE movido a bateria e elétrico para os mercados norte-americano e europeu. Já a longo prazo, uma joint venture europeia cobrirá veículos elétricos a bateria (BEV) e veículos elétricos a célula a combustível (FCEV) lançados no quarto trimestre de 2022. Nikola planeja ainda, alavancar os canais de vendas, serviços e garantia da IVECO na Europa para acelerar o acesso ao mercado europeu.


“O foco crescente no reconhecimento de que é necessário haver reduções fundamentais nas emissões automotivas está levando nossa indústria a buscar rapidamente soluções tecnológicas avançadas. A IVECO está agora idealmente posicionada para oferecer aos clientes uma gama ainda mais ampla de soluções de transporte, incluindo veículos movidos a gás natural, eletricidade e células de combustível”, disse Hubertus Mühlhäuser, CEO da CNH Industrial. "A escolha da IVECO como parceira estratégica da Nikola é uma prova da nossa excelência reconhecida internacionalmente em caminhões pesados e tecnologias alternativas de powertrain", completou Mühlhäuser.

“Chegou a hora de finalmente fornecer uma solução de emissão zero para o mercado de caminhões pesados. Enquanto outros OEMs acreditam que as soluções de emissão zero não podem acontecer no prazo estipulado pelos reguladores, Nikola, FPT Industrial e IVECO estão provando que esses prazos não são irracionais”, disse Trevor Milton, CEO da Nikola Corporation. “Nikola possui a tecnologia, mas precisa de um parceiro com uma rede europeia para alcançá-la em tempo hábil. Com o investimento e a parceria da CNH Industrial, agora podemos trazer caminhões de emissão zero para a Europa. É animador ver a IVECO liderando o fornecimento de soluções de emissão zero na Europa por meio de sua parceria com a Nikola. Ao trazer a CNH Industrial a bordo, agora temos acesso ao know-how de fabricação, poder de compra, peças de caminhão validadas, engenharia de fábrica e muito mais. Poucos duvidam da nossa capacidade de comercializar um caminhão agora”, afirmou Milton.

"Mudanças climáticas globais, conflitos geopolíticos, disponibilidade futura de combustíveis fósseis e uma economia circular autoconsciente exigem uma mudança fundamental na forma como operamos. Embora hoje o GNL ofereça emissões significativamente mais baixas, as tecnologias de célula a combustível e BEV a médio e longo prazo fornecerão o objetivo final de caminhões com emissão zero. Com nossa tecnologia de GNL, provamos ser disruptores europeus, assumindo a liderança nas transformações da indústria, incluindo fornecimento de combustível e ‘propriedade do ciclo de vida’”, acrescentou Gerrit Marx, presidente de veículos comerciais e especiais da CNH Industrial.

Atualmente, a FPT Industrial está na vanguarda de soluções alternativas de propulsão há mais de duas décadas, tendo produzido mais de 50.000 motores movidos a gás natural até o momento. Já a IVECO é a líder absoluta na Europa em veículos a gás natural, com cerca de 28.000 de seus caminhões e ônibus movidos a motores da FPT Industrial.

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: IVECO
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários