Circulação de caminhões e ônibus em rodovias pedagiadas cresce 4,3% de janeiro a agosto

Duda Bairros
Em sintonia com a retomada da produção de caminhões e ônibus, a circulação de veículos pesados nas rodovias privatizadas brasileiras encerrou o mês de agosto de forma estável.

De acordo com o índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é construído pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) juntamente com a Tendências Consultoria Integrada, no acumulado do ano, janeiro a agosto de 2019, a circulação de veículos pesados já apresenta um crescimento de 4,3% em relação ao mesmo período de 2018, segundo o Índice ABCR.

Ainda segundo as estatísticas, a circulação de caminhões e ônibus se manteve estável em agosto em relação ao mesmo mês de 2018. Em relação ao mês anterior, julho de 2019, houve uma pequena queda de 0,7%.


“Em agosto, os indicadores de fluxo de pedágio a nível nacional apresentaram sinais mistos em relação ao desempenho dos últimos meses. Quando observados a partir da métrica dessazonalizada, nota-se elevada volatilidade das variações mensais, marcada pela alternância de meses com resultados positivos e negativos”, explica Thiago Xavier, analista da Tendências Consultoria.

“Por outro lado, nas comparações que consideram horizonte temporal mais longo (como acumulado em 12 meses), tanto o índice total como suas aberturas por leves e pesados apresentam tendência de moderada expansão”, comenta o analista. “A leitura conjuntura dessas medidas evidencia o caráter ainda muito gradual da retomada do crescimento dos indicadores de fluxo e, em boa medida, da própria economia brasileira”, comenta.

Confira na íntegra os números do Índice ABCR:
ABCR e Tendências
TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas 

Postar um comentário

0 Comentários