Quantas placas de reboques e/ou semirreboques podem ser adicionadas para fins de rodízio em uma AET para CVC?

Marcos Pianaro
AET para combinações de veículos de carga (CVC) do tipo rodotrem, bitrenzão, treminhão: quantas placas de reboques e/ou semirreboques adicionais podem ser incluídas em uma AET para CVC?

Essa regra, como tudo na legislação que regulamenta os requisitos necessários à circulação de Combinações de Veículos de Carga - CVC, não obedece a nenhum padrão. Cada órgão faz o quer quer, exige o que quer, cobra quanto quer.

Assim, com relação à quantidade de placas de reboques e/ou semirreboques adicionais que podem ser incluídas em um pedido de AET para CVC, esse número pode variar de até 20 unidades na Bahia, a até 120 no Estado de São Paulo, ou a um número ilimitado no Estado de  Minas Gerais.

O quadro, abaixo, mostra a variação da quantidade de placas permitidas pelo DNIT e pelos DERs dos principais estados:
No caso do DNIT, o órgão permite a inclusão de até 30 (trinta) reboques ou semirreboques adicionais na Autorização Especial de Trânsito – AET, desde que o conjunto engatado não ultrapasse os limites preconizados, e que estes implementos possuam a mesma configuração, o mesmo tipo de carroceria e mesma quantidade e distribuição de eixos. 

ARTIGO: João Batista Dominici - Presidente da Logispesa, editor dos sites Guia do TRC e Tabelas de Frete, fundador da Escola de Transportes, instrutor de cursos sobre transporte de cargas excedentes e especialista em AET.

Postar um comentário

0 Comentários