Nova legislação irá reduzir emissão de gases poluentes de veículos comerciais pesados

Já é de conhecimento de toda a indústria automotiva brasileira que será preciso, nos próximos anos, se adequar às novas resoluções do Programa de Controle da Poluição do Ar para Veículos Automotores, o Proconve, aprovadas em novembro de 2018. Na ocasião, foi estabelecida a chamada fase P8 para os veículos comerciais pesados a diesel, equivalente à norma Euro VI, em vigor na Europa desde 2013.

É uma excelente iniciativa da indústria automotiva e dos órgãos governamentais, pois os gases poluentes provenientes dos motores a combustão são altamente prejudiciais à saúde, causando doenças pulmonares e diversas outras. Assim, a redução na emissão desses poluentes irá melhorar a qualidade do ar que respiramos e, consequentemente, a nossa saúde.

Mas, além do apelo ambiental, a implementação do P8 no Brasil torna nosso País mais competitivo internacionalmente, oferecendo produtos do mesmo nível de países europeus e asiáticos, que adotam normas rigorosas de emissão de poluentes há anos.

Outro ponto a se destacar na nova resolução é a introdução dos testes em situação de tráfego real, que vai garantir que o motor calibrado e certificado em laboratório atenda aos limites de emissões também em condições reais de uso. Essa exigência deverá levar ao desenvolvimento de sistemas de pós-tratamento mais robustos.

As tecnologias da Umicore, já em uso em outros mercados para atendimento às legislações locais, como Euro VI e CN VI, tanto quanto ou mais exigentes que o P8, serão rapidamente transferidas para nossas unidades no Brasil. Assim, os catalisadores de oxidação (DOC), filtros catalíticos para material particulado (cDPF), catalisadores de redução seletiva (SCR), entre outros catalisadores da Umicore, já estão aptos a atender o P8, que vai começar a valer a partir de janeiro de 2023 para todos os veículos vendidos, e em 2022 para os novos projetos.

Assim, nós da Umicore, acreditamos que o P8 é muito importante para Brasil em termos tecnológicos e ambientais. Além disso, de forma complementar, acreditamos que a renovação da frota circulante também seria muito importante. Além de trazer excelentes vantagens para o meio ambiente, com redução na emissão de poluentes e de dióxido de carbono na atmosfera, a renovação também traria segurança, uma vez que veículos mal conservados e com manutenções ineficientes seriam substituídos por veículos novos e mais seguros. 

ARTIGO: Miguel Zoca - Gerente Sênior de Aplicação do Produto da Umicore

Postar um comentário

0 Comentários