Predilecta Alimentos investe R$ 15 milhões na aquisição e ampliação da frota própria

Predilecta/Divulgação
Com o objetivo superar as consequências ainda provocadas pela paralisação nacional de caminhoneiros, ocorrida em maio de 2018, a Predilecta Alimentos, uma das principais empresas segmento alimentício brasileiro, investiu recentemente R$ 15 milhões na ampliação da frota própria. 

De acordo com o balanço da empresa paulista, a última greve de caminhoneiros além de interromper a entrega de matérias-primas e de produtos finais, reduziu em até 20% o faturamento quando comparado com o mesmo período de 2017. Além disso, a paralisação deve como desfecho a criação da Política Nacional dos Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas, conhecida popularmente como tabela de fretes, medida que segundo a empresa elevou os custos com transporte.

Em conversa com a Revista Globo Rural, O diretor da Predilecta, Bruno Trevizaneli, avaliou como “incalculáveis” os prejuízos da paralisação dos caminhoneiros. Ele, no entanto, considerou legítima as reivindicações dos profissionais por melhores e mais justas condições de trabalho. “Na época, o frete subiu 30% em uma semana. Imagine mandar uma carreta para determinada região pagando de frete 30% sobre valor da mercadoria. Fomos obrigados a deixar de vender para alguns locais”, explicou.


Para driblar estes efeitos, o investimento expressivo garantiu à empresa a aquisição de 25 novos caminhões. 80% do valor investido é fruto de financiamentos obtidos através de bancos privados e os 20% restantes vieram de recursos próprios. Com a compra, a frota Predilecta chegou a aproximadamente 180 veículos, responsáveis por transportar até 70% da própria produção, reduzindo assim a dependência do transporte de terceiros. 

A aquisição de frota própria realizada pela Predilecta acompanha uma tendência que vem sendo notada em diversos setores economia brasileira, como por exemplo no agronegócio e no segmento varejista.

LEIA: Gigantes do agronegócio compram mais de 1.000 caminhões para driblar a tabela do frete
LEIA: Cresce o número de empresas que estão investindo em frotas próprias para escapar da tabela de fretes

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Globo Rural

Postar um comentário

0 Comentários