Operação da PRF retira de circulação mais de 500 toneladas de excesso de peso das rodovias federais da Bahia

PRF/Divulgação
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagrou na última sexta-feira (24), a Operação Carga Pesada, intensificando a fiscalização dos veículos de transporte de cargas com excesso de peso.
A ação teve como objetivo coibir condutas irregulares na execução desse tipo de transporte e possíveis ilícitos criminais, contribuindo assim para a fluidez do trânsito, conservação do pavimento asfáltico da rodovia e segurança dos usuários nas rodovias federais.
Tendo em vista que as Brs que cortam o nosso estado são corredores de passagens de cargas para as principais rodovias do Brasil, as atividades de fiscalização ocorreram – simultaneamente – em todas as unidades policiais sob circunscrição da PRF na Bahia.
Além de ações de combate ao excesso de peso, durante as abordagens foram fiscalizados os equipamentos de uso obrigatório, em especial: faixas refletivas, sistema de iluminação, sistema de freios, condições dos pneus e comprovação obrigatória do horário de descanso (11 horas de descanso para cada jornada de 24 horas). Os condutores dos veículos foram submetidos ao teste de alcoolemia (bafômetro).
No decorrer da operação, 518 veículos foram fiscalizados com abordagem, 77 autos de infração emitidos e aproximadamente 501 toneladas de excesso de peso (500.136 quilos) foram retiradas de circulação. Foram recolhidos também documentos que não estavam em conformidade com as normativas.
A Secretaria da Fazenda (Sefaz/Ba) foi acionada, visto que em algumas ocorrências os condutores não apresentaram nota fiscal da mercadoria transportada. Neste caso, só serão liberados mediante comprovação de pagamento da multa Sefaz e apresentação de documento fiscal regular.
Todos foram notificados (multados) e às irregularidades que não puderam ser sanadas no local, os veículos foram removidos ao pátio da PRF e só serão liberados mediante regularização do excesso de peso (transbordo).
A PRF alerta que o grande volume de transporte deste tipo de carga gera a necessidade de um processo de fiscalização contínuo e capacitado, a fim de garantir a segurança dos usuários que utilizam as rodovias federais da região.
FONTE: Agência PRF 

Postar um comentário

0 Comentários