ANTT anuncia fim do adesivo de identificação do RNTRC

Cumprindo com a promessa de desburocratizar o transporte rodoviário de cargas brasileiro, feita pelo Governo Federal por meio do Ministro da Infraestrutura, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) anunciou nesta terça-feira, 21 de maio, o fim do adesivo de identificação do Registro Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas (RNTRC). 

LEIA: Confira 5 medidas anunciadas pelo Governo Bolsonaro que irão facilitar a vida de motoristas e caminhoneiros

A novidade que atende a uma antiga reivindicação do segmento de transportes, especialmente da categoria de caminhoneiros autônomos, foi anunciada pelo próprio diretor do órgão federal, Marcelo Vinaud, durante uma reunião realizada entre a diretoria, entidades do transporte rodoviário de cargas e representantes de caminhoneiros autônomos. 
Com a extinção do tradicional adesivo, transportadores e autônomos deixam de arcar com o alto custo existente para a confecção do adesivo, em alguns casos despachantes chegaram a cobrar até R$ 300,00 pelos adesivos. O fim do dispositivo de identificação reforça ainda a modernização do sistema de fiscalização do transporte rodoviário de cargas brasileiro, que a ser realizada de forma eletrônica. 
Por meio das redes sociais, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, também confirmou a decisão de extinguir a exigência do adesivo do RNTRC. "Seguindo orientação do presidente, Jair Bolsonaro, de facilitar vida do trabalhador, diminuir custos e cortar burocracia sem sentido, a ANTT anunciou fim do adesivo de identificação RNTRC em caminhões. Agora será eletrônico. Despachantes cobravam até R$ 300 a caminhoneiros.", declarou o ministro. 
O fim da obrigatoriedade do dispositivo de identificação foi validado nesta quarta-feira (22), data em que a própria ANTT publicou no Diário Oficial da União (DOU a Resolução nº 5.847, que confirma a decisão. 
Multas por evasão de balanças
Segundo entidades presentes na reunião desta terça-feira (21), 
a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) também anunciou mudanças na polêmica multa por evasão de balanças. Segundo informações,  valor da multa, que era de R$ 5 mil, será reduzido para R$ 550,00. A mudança também atende a uma antiga reivindicação dos transportadores e caminhoneiros autônomos brasileiros. 

Confira na íntegra a Resolução nº 5.847: CLIQUE AQUI 

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário