Governo Federal anuncia linha de crédito exclusiva para caminhoneiros autônomos

Leo Ornelas
Com o objetivo de auxiliar o caminhoneiro autônomo a garantir a manutenção e segurança adequadas de seus caminhões, o Governo Federal anunciou na manhã desta terça-feira, 16 de abril, uma linha de crédito exclusiva para a categoria do transporte rodoviário de cargas. 
De acordo com o Ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a novidade foi acertada ontem, 15 de abril, junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), durante uma vídeo conferência entre o presidente da entidade financeira, Joaquim Levy e membros do Governo Federal. 
Inicialmente, a linha de crédito contará com um aporte inicial de R$ 500 milhões, que será distribuído pelo sistema bancário brasileiro, começando pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil. "Essa linha de crédito está sendo desenhada pelo BNDES (Banco nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e vai ser distribuída em todo o Brasil por meio do sistema bancário brasileiro", disse o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. 
Ainda segundo Ministro, para garantir exclusividade aos autônomos, o empréstimo no valor máximo de R$ 30 mil reais será liberado exclusivamente para os caminhoneiros que possuem até dois caminhões registrados no CPF. Além disso, o recurso deverá ser empregado pelo profissional na compra de pneus e na manutenção de componentes essenciais dos veículos, como por exemplo, freios e suspensão. 
"O objetivo é permitir que o autônomo tenha acesso a esse importante instrumento. Nós temos recolhido, principalmente por observações de blitze da PRF (Polícia Rodoviária Federal) que é um problema bastante sério a qualidade do rodado desses caminhões. E isso impacta a segurança do motorista e dos usuários das rodovias brasileiras”, afirmou.
Ao final do pronunciamento, o Ministro Onyx Lorenzoni voltou a ressaltar o respeito e atenção que vêm sendo dada pelo Governo Federal ao transporte rodoviário de cargas, especialmente aos caminhoneiros. “O presidente sempre teve, na sua vida parlamentar, muita proximidade com os caminhoneiros autônomos. E ao longo da campanha eleitoral assumiu compromissos de dar melhores condições de trabalho, respeito e valorização a essa importante categoria”, disse.

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

39 comentários:

  1. O que o governo têm que olhar também é a máfia dos pátios, lá na bahia a prf apreende caminhões que podem seguir viagem podendo apenas recolher o documento,e ainda guincham o veículo. Já vi casos de se ter o caminhão guinchado por 3 kms e se pagar 500 reais. É no mínimo estranho, a fiscalização só intensificou após a privatização dos pátios.

    ResponderExcluir
  2. Muito pouco resumindo gastar dinheiro em caminhão velho é perda de tempo precisamos de crédito maquinas novas urgente Sr sei lá o quê isso é passa mel na boca de quem tá morrendo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom ja que vc falou do mel saiba que isso vai ser um tiro no pé pq vai impulsinar o preço dos pneus e peças e que nao tem o credito vai morrer na pista

      Excluir
  3. O BNDES FAZ O REPASSE P/ OS BANCOS A JUROS BAIXÍSSIMO E OS BANCOS ACABAR DE MATAR A CATEGORIA! !!

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde,sem contar que maioria dos caminhoneiros autônomo estão com nome sujo !eu sou uma depois da greve some lasquei,perdi tudo moro hoje dentro caminhão que não está aquela coisa ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preciso.trocar.meu.caminhao.por.outro.mais.novo.porque.o.meu.e.ano.77.e.as.tramsportadoras.nao.min.dao.fretes.por.esse.motivo

      Excluir
  5. Ótima iniciativa do governo na minha opinião, ele está tentando retirar os aparelhos da categoria, para que nós possamos a voltar a respirar sozinhos..

    ResponderExcluir
  6. nao vai emprestar para 10% dos autonomos ,pois a classe eh a quem tem o CPF mais negativado do Brasil .

    ResponderExcluir
  7. So uma maneira de tapar o sol com peneira . esse e'o tal de pouco me ajuda

    ResponderExcluir
  8. Preciso.que.o.BNDS..ou.seja.o.governo.federal.min.de.condicoes.de.trocar.o.meucaminhao.por.outro.mais.novo.porque.o.meu.e.ano.77.e.as.tramsportadoras.nao.min.dao.fretes.por.esse.motivo...obrigadopelo.espaco.por.poder.escrever.isso...

    ResponderExcluir
  9. Estou tentando comprar o primeiro caminhão mas não a financiamento para o primeiro caminhão pedem mais da metade do valor e só financiam com 10 anos de uso fica fora do alcance de que quer começar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade amigo.Mas também depois que pagou o primeiro com responsabilidade aí pode comprar mais 10

      Excluir
    2. Marcelo, estou na mesma situação. Quero comprar meu primeiro ônibus usado e não consigo, por causa dos mesmos motivos citados por você. Nunca ngm olhará por nós

      Excluir
  10. Diante da realidade do autônomo,nos somos uma categoria prestes a ser extinta.Interesse dos grandes. Jamais conseguiremos juros que são ofertados para as grandes empresas de transporte. Seremos explorados sempre pelos grandes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade amigo.Temos 2 caminhões e transportamos produto próprio.Se dependesse de frete eu já tinha parado a muito tempo

      Excluir
  11. Vai ajudar 10% dos camioneiro os 90 % tem 1 caminhão , esta tampando o sol om a peneira, tudo issi para nao fazerem greve co. O aumenta do combustível.

    ResponderExcluir
  12. Parabéns ao novo governo!!!

    ResponderExcluir
  13. Se vc pega 30 e paga 60 qual a vantagem para o caminhoneiro? Esta ajuda é para o bancário isso sim. Quem realmente vai sair ganhando. E o pobre caminhoneiro fica só individuais.

    ResponderExcluir
  14. Precisamos e do piso minimo funcionando oque adianta dar crédito e não ter como pagar com estes lixo de frete presisamos do piso minimo cunprido a risca não teremos como paga os trinta mil sem frentes dignos

    ResponderExcluir
  15. Acho que demos um tiro nagua. Bateu no peito que segurava o preço do combustível agora sobe tudo diz que vai ajudar quem o autônomo. Pessoal se quebramos dessa vez .

    ResponderExcluir
  16. Os caminhoneiros vão receber um cartão, podendo ser usudo apenas para comprar peças de reposição com mão de obra. Acredito que não dará certo, pois muitos caminhoneiros não tem o controle. O certo seria aumentar o crédito para ser comprado novos equipametos, não querer reaproveitar uma frota sucateada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o cara não twm controle de 30mil como vai controlar mais que isso fica a dica

      Excluir
  17. Estratégia do governo p dar tempo p transportadoras e empresas c encherem d caminhões

    ResponderExcluir
  18. O governo está brincando com a classe de caminhoneiros pois temos a força para lutar a favor da tabela mínima de frete

    ResponderExcluir
  19. Não sou caminhoneiro, mais com todo o respeito... A maioria tá igual mulher mau amada, o cara entrou nao tem nem 6 meses,ja está melhorando a infra estrutura de algumas rodovias, buscando parcerias comerciais para fomentar o mercado interno, cria pacote de ajuda, tá sendo transparente com quem quer acompanhar e tá se preocupando com várias áreas que os outros governos nem se importavam... Sejam otimistas... Se vc do escutar e falar que nada vai dar certo, acredite, não dará!!! Uma abraço para uma categoria que move o país,saibam que somos muitos os que torcemos por vocês... Valeu galera

    ResponderExcluir
  20. Eu sou um dos que vão aproveitar este crédito e dar uma melhorada no meu caminhac . Tipo pneus carroceria e etc .

    Meu desejo seria que o governo pegasse os caminhões com mais de 39 anos e abrisse uma linha de crédito pelos bancos oficiais para que pudéssemos renovar nossa frota com isencai de IPI e ICMS nos mesmos moldes que fazem com os taxistas !
    Aí sim seria o ideal e os velhos iriam para reciclagem além de nós ajudar daria um impulso na indústria !

    ResponderExcluir
  21. Bom dia, eu pegaria os 30 mil e trocava o cargueiro.

    ResponderExcluir
  22. Não basta liberar crédito para a manutenção dos caminhões, é preciso arrumar a malha rodoviária que acelera o desgaste do veículo.

    ResponderExcluir
  23. Tenho uma carreta presizo de 18 pneus para trabalhar aí quando ficar liso vou ter que resolar com este frete barato não vou conseguir pagarem financiamento e nenhum resolar,motorista autônomo hoje se um motor bater sai fora da praça porque não consegue arrumar.

    ResponderExcluir
  24. Hoje é preferível ser empregado de transportadora de que ser autônomo.

    ResponderExcluir
  25. Boa tarde, eu acho que temos de aceitar, pois nenhum governo fez oque ele está fazendo outra coisa o juro do bnds é 4% ao ano ,então você vai pagar 1.200 reais por ano, vocês acha isso juros altos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PQ.o governo federal não tira o imposto do Diesel!, ai sertamente agente teria dinheiro pra compra peneus .não precisaria pegar dinheiro no banco á juros ...?

      Excluir
    2. Bonitao esse juros ai o bnds cobra dos bancos e os bancos vai te combrar um babá

      Excluir
    3. O governo federal so te um pouquinho do imposto a grande parte ta no governo estadual.

      Excluir
  26. Bem so acho q a maioria dos colegas caminhoneiros não terao asseço a este empréstimo a maioria esta com nome sujo ,se estivéssemos com nome limpo era so comprar as peças no cartão de credito eu penso de outra maneira o governo deveria estipular uma idade máxima p a frota de autônomos e buscar financiamento p trocar a frota que a muito esta sucateada iria dar um salto na indústria de pesados criando muitos empregos no país tudo isso a juros baixos pois o autônomo tem muitas dificuldades em fazer financiamento compra um e paga três ja as grandes transportadoras compra 100 ou mais não da entrada tem carência p começar a pagar .os melhores fretes fica p eles só repassa o restoio de frete ruim e ainda ganham uma bela porcentagem em cima dos terceiros

    ResponderExcluir
  27. Tem que fiscalizar e aplicar multas a quem desobedece o piso de frete, o diesel não é o vilão, se baixar o diesel os embarcadores baixam o valor ofertado pelo frete.

    ResponderExcluir