Diretor-geral do DNIT percorre BR-163/PA e visita posto de pesagem em Guarantã/MT

O diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Santos Filhos, acompanhado de equipe técnica e do Exército Brasileiro, esteve essa semana em visita técnica na rodovia BR-163/PA, onde está sendo realizada a Operação Radar.
Em um dos pontos percorridos, o diretor-geral fez uma vistoria na Unidade Móvel Operacional (UMO) de Guarantã do Norte/MT, onde acontece diariamente a fiscalização de carretas desde o início de março. O objetivo desta ação é evitar a subida para os portos de caminhões com excesso de carga, que acabam degradando a rodovia.

UMO 
As Unidades Móveis Operacionais, como a que está em operação em Guarantã, são balanças portáteis estáticas e móveis dinâmicas, bem como seus equipamentos e sistemas associados capazes de aferir o excesso de peso nos veículos de carga. Aprovados e homologados pelo INMETRO, os equipamentos têm como principais objetivos: redução de acidentes; fiscalização de excesso de peso; aumento da segurança no tráfego; e diminuição nos danos do pavimento.
Operação Radar 
A inspeção diária da BR-163/PA é uma estratégia integrada para escoamento da safra 2018/2019 e faz parte do conjunto de medidas definidas pelo Ministério da Infraestrutura e DNIT, em parceria com o Exército Brasileiro e Polícia Rodoviária Federal (PRF). A operação, que teve início no dia 2 de dezembro de 2018 e segue até maio de 2019, traz uma série de ações, como bases operacionais nos principais trechos críticos da rodovia, localizados entre os municípios de Novo Progresso e Moraes Almeida; mobilização de mais de 900 pessoas de equipes do DNIT, Exército e PRF; implantação de sinalização específica para controle do tráfego; e envio de mais de 40 veículos e equipamentos especiais;

Trechos críticos 
Além de todas as ações emergenciais de manutenção em andamento na rodovia, as equipes do DNIT e Exército Brasileiro estão realizando pavimentação temporária nos principais trechos críticos monitorados pela operação na BR-163/PA. Quatro serras passaram a contar recentemente com pavimentação asfáltica temporária: Serra da Paca, Serra do Moraes, Serra da Anita e Serra da Santinha.

Conclusão da obra 
Após o período chuvoso, previsto para meados de abril, se dará continuidade aos serviços de pavimentação programados para a rodovia. A BR-163/PA deverá estar totalmente asfaltada até o final de 2019.
FONTE: DNIT 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário