Actros com potência de até 1.250 cavalos acelera no autódromo de Campo Grande

Divulgação/Mercedes-Benz
Os caminhões Mercedes-Benz Actros 2646 voltam às pistas da Copa Truck para a segunda etapa da temporada 2019, que será realizada no próximo domingo, 14 de abril, no Autódromo Internacional de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. A equipe AM Motorsport contará com os pilotos André Marques, Wellington Cirino e Débora Rodrigues para as duas provas de 25 minutos cada, conforme o regulamento da competição.
“O Actros é um grande competidor na corrida de caminhões por ter força e alta performance nas pistas. E aqui no Centro-Oeste, ele faz ainda mais sucesso junto ao público, porque está em casa em Campo Grande, afinal é o caminhão mais vendido pela marca na região”, diz Ari de Carvalho, diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil. “Graças ao Actros, conquistamos o 1º lugar nas vendas de caminhões na maior região produtora de grãos do País no primeiro trimestre de 2019”.
Segundo o executivo, a Copa Truck reune a paixão do público por caminhões com a adrenalina e a emoção das acirradas disputas entre pilotos e marcas nas pistas. “Nesse ambiente esportivo, o Actros assegura aos pilotos força, alta performance, robustez, resistência e confiabilidade, atributos amplamente reconhecidos pelas estradas no transporte de cargas. Este campeonato é uma vitrine especial, que atrai um grande público, reforçando a imagem da Mercedes-Benz como marca top of mind em caminhões no País”.
Actros chega a potência de 1.250 cavalos nos autódromos
Os caminhões de corrida passam por uma preparação muito específica para as disputas na pista, com modificações no trem de força, chassi e cabina. Nos veículos da AM Motorsport, por exemplo, o motor eletrônico 
Mercedes-Benz alcança a elevada potência de 1.250 cv a 3.500 rpm, quase três vezes mais em relação aos 460 cv a 1.900 rpm de fábrica. O torque máximo chega a 5.500 Nm a 2.000 rpm nas competições, mais que o dobro dos 2.300 Nm a 1.100 rpm da aplicação no transporte. O Actros alcança velocidade máxima de até 240 km/h na Copa Truck, conforme o circuito.
Os caminhões de competição também passam por diversas alterações na suspensão, aerodinâmica e freios, otimizando o aproveitamento da força do motor. Isso assegura mais rapidez nas pistas, com velocidades maiores e melhores retomadas, vantagem importante, especialmente nas curvas.
Entre as mudanças destacam-se ainda a menor distância entre o solo e o chassi, rebaixamento do parachoque, suspensão especial e redução da distância entre eixos. A estrutura do para-choque e a carenagem lateral são projetadas para melhorar a aerodinâmica, bem como a refrigeração dos freios, pneus e amortecedores. Já a segurança é garantida pelos freios a disco nas quatro rodas, com sistema especial de resfriamento a água e ar.
A cabina do caminhão também é totalmente reconfigurada. Ela é menor e recebe banco tipo concha, para competições, e santantonio, barras de proteção que contribuem para a segurança do piloto. Outra mudança na cabina é o painel de instrumentos, que ganha uma configuração específica para provas, com destaque para conta-giros e níveis de água e óleo.
Transmissões ao vivo pela TV e Internet
A Copa Truck é transmitida pelo canal SporTV, com link também pelo site www.copatruck.com.br. Os treinos livres são realizados na sexta-feira, com treinos de classificação no sábado e a prova no domingo, em duas etapas: a primeira às 12h05 e a segunda às 12h46.
A AM Motorsport tem três caminhões Actros 2646 para a temporada deste ano, com os pilotos André Marques (número 77 e caminhão nas cores preto e dourado), Wellington Cirino (número 6, totalmente dourado) e Débora Rodrigues (número 7 e Actros nas cores rosa e branco).
A Mercedes-Benz fornece as peças de reposição para os modelos Actros utilizados nas corridas, especialmente dos motores, que são retrabalhados a cada etapa.
FONTE: Mercedes-Benz 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário