Sistema de travamento elétrico de containers inédito no mundo é apresentado na 25ª Intermodal South America

O Grupo Tek Trade, com mais de dez anos no ramo de importação e exportação no país, lançou sistema – inédito no mundo - de travamento de containers em caminhões com acionamento elétrico, o que contribuirá para maior eficiência e agilidade na movimentação dos carregamentos, além de oferecer mais segurança na zona portuária e no trânsito. A tecnologia foi apresentada pela primeira vez ao mercado durante a 25ª edição do Intermodal South América, o maior evento da América Latina para o setor de logística e comércio exterior.
A empresa brasileira Tek Trade investiu na ideia do Sr. Carlos Evaristo Paulino, criador da patente e  amigo dos sócios, numa inovação global para o travamento de containers. Foram mais de 3 anos de estudos, pesquisas e visitas a fábricas de implementos rodoviários, terminais e portos até chegar na versão que será apresentada ao mercado mundial neste mês.
“Apostamos nessa tecnologia com o intuito de modernizar o atual sistema utilizado há 64 anos: um pino giratório com fixação manual do container na carreta do caminhão. Alimentado pela energia do próprio caminhão, o Safety Lock é um sistema de travamento automático de container, algo inédito no mundo, que irá contribuir para maior eficiência do transporte de cargas em rodovias e ferrovias. Como 60% das mercadorias são transportadas pela malha rodoviária (segundo dados da Confederação Nacional do Transporte), no Brasil, inicialmente, o sistema será instalado em caminhões”, argumenta o diretor comercial da Tek Trade Sandro Marin.
“A intenção é garantir mais agilidade na movimentação e carregamentos de containers em caminhões, além de oferecer muito mais segurança na zona portuária e no trânsito. Hoje, temos cerca de 100 mil caminhões que transportam containers no país. Nossa expectativa é de alcançar 3% do mercado nacional em 2019 e triplicar as vendas a cada ano”, comenta o diretor. 
Como funciona o Safety Lock
O dispositivo não altera o atual tamanho padrão das travas utilizadas manualmente no mercado, tem um formato de uma caixa, fica no nível da carroceria e possui um pino que encaixa no container com acionamento elétrico. É compatível com o layout de todos os modelos de carretas porta-containers.
“O motorista que tiver o seu caminhão equipado com o Safety Lock não precisará sair da cabine para fazer o travamento do container. Basta apertar um botão no painel e acionar a trava automática da carga. Isso diminui o número de pessoas em circulação nos terminais e portos em torno da operação de transporte, uma das principais causas (35%) de acidentes em zonas portuárias, segundo pesquisas”, explica o diretor comercial.
Após acionar o travamento elétrico, o sistema equipado com sensores ligará uma luz verde no painel do veículo e do lado de fora acima da cabine indicando que o container está preso à carroceria. A sinalização é outro benefício já que pode contribuir para maior eficiência da fiscalização tanto na zona portuária como por agentes de trânsito.
“A implantação do Safety Lock pode ajudar lideranças portuárias na obtenção de normas ISO em geral no Brasil, já que é um instrumento que permite a fiscalização do travamento de containers. Outro benefício direto é o desenvolvimento de uma cultura interna que prioriza eficiência, agilidade, praticidade e segurança. Buscamos ainda o apoio dos fabricantes de implementos rodoviários, como reboques e carrocerias, para que o incluam nosso sistema nas próximas versões como padrão, contribuindo para atualizar os requisitos de segurança estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) para a circulação de veículos transportadores de containers”, conclui.
FONTE: Divulgação 

Postar um comentário

0 Comentários