Mineradora Australiana inicia testes com caminhões autônomos da nova geração Scania

Em parceria com a Rio Tinto Mineração, a Scania iniciou uma série de testes com caminhões autônomos na Austrália Ocidental, mais precisamente na mina de Dampier Salt, especializada na extração e produção de sal. 
Os testes que tiveram início em agosto de 2018, contam com um Scania XT R 450 8x4, equipado com uma série de sensores de monitoramento, responsáveis por guiar o modelo diariamente nas operações de transporte interno que acontecem separadamente das operações com caminhões convencionais. 
Para garantir a segurança e uma análise precisa dos dados e comportamento do veículo, um motorista de segurança abordo observa o desempenho do caminhão e, se necessário, intervém em situações de emergência. 
“Estamos satisfeitos em testar essa tecnologia em caminhões menores que nossos caminhões tradicionais. Isso tem o potencial de nos dar mais flexibilidade na forma como operamos em várias áreas da Rio Tinto. Vimos a automação criar operações mais seguras e eficientes em nossos negócios, e este é o próximo passo na avaliação de opções para oferecer melhorias adicionais por meio do uso da tecnologia.” destacou Rob Atkinson, diretor de produtividade e suporte técnico da Rio Tinto. 
“Os locais de mineração, devido às suas altas taxas de utilização de veículos, são ideais para testar novas tecnologias autônomas. A indústria pode colher os benefícios de segurança e produtividade da automação, e a experiência adquirida aqui será fundamental para o desenvolvimento de soluções totalmente autônomas para outras aplicações de transporte. É muito encorajador notar que o caminhão tem funcionado de maneira segura e de acordo com as expectativas em relação às operações.” revelou Björn Winblad, chefe da Scania Mining. 
Pioneira no uso de automação na indústria de mineração, com a maior frota de caminhões sem motoristas, a Rio Tinto também participará das próximas fases de testes que incluirão comboios de caminhões autônomos. De acordo com a montadora sueca, o objetivo desta nova fase será desenvolver a conscientização dos veículos e os controles inteligentes de supervisão da frota.

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário