Após duas reduções consecutivas, Petrobras anuncia aumento no preço do óleo diesel

Após duas reduções consecutivas, a Petrobras voltou a elevar preço do óleo diesel nas refinarias de todo o país. Segundo a petroleira, a 0h do próximo domingo (16) entrará em vigor em todo país um aumento de de 0,7% no preço do combustível, cerca de R$ 0,02 por litro, passando de R$ 1,7984 para R$ 1,8115.
O significativo acontece logo após a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicar novos valores de referência para comercialização do óleo diesel em todo o país. Segundo o órgão federal, os novos valores de referência já incluem o desconto de R$ 0,30 por litro, como determinado pelo programa de subvenção de acordo com Medida Provisória Nº 838/2018, anunciada em maio em troca do fim da paralisação nacional de caminhoneiros. 
De acordo com a  nova tabela divulgada pela ANP,  a maior aumento será na região Sudeste, com o preço do litro passando de R$ 1,8189 para R$ 1,8524, aumento de 1,84%. Na região Sul, o aumento ficou em 1,80%, passando de R$ 1,803 para R$ 1,8355. No Nordeste, os preços caíram 1,13%, passando de R$ 1,7664 para R$ 1,7464. No Norte o preço passa de R$ 1,7546 para R$ 1,721, queda de 2,42%. Já no Centro-Oeste o preço do combustível terá um aumento de 1,76%, passando de R$ 1,9006 para R$ 1,9341.
Ainda segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), os preços estarão vigentes de 16 de dezembro a 31 de dezembro de 2018, data em que a companhia encerrá o programa de subvenção, conforme os termos do inciso VI do Art. 2º do Decreto n° 9.454 de 2018. Ou seja, a partir de 1º de janeiro de 2019 o diesel não terá mais o desconto de R$ 0,30 e as alterações de preço deixarão de ser mensais. 
A decisão de elevar ou não o preço do óleo diesel nas bombas dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de petróleo, especialmente distribuidoras e postos de combustíveis, já que a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados. 

Confira o aumento anunciado pela Petrobras: CLIQUE AQUI

Confira os preços de referência anunciados pela ANP: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas 

Postar um comentário

0 Comentários