Justiça condena ex-motorista da Cia Verde Logística após flagrante de quebrada de asa

Justiça do Estado do Paraná condenou recentemente um ex-motorista da Cia Verde Logística após ter sido flagrado realizando a manobra conhecida popularmente como "quebrada de asa", que consiste no deslocamento do caminhão ou carreta de um lado para o outro na pista, um ex-motorista foi condenado pela Justiça do Estado do Paraná. 


Na época, mais precisamente em janeiro deste ano, um vídeo com o flagrante foi divulgado nas redes sociais e após rápida viralização chegou até a empresa. Cientes dos fatos, a empresa determinou o bloqueio do caminhão outro profissional foi designado para assumir a direção e conduzir o caminhão ao seu destino final. Além disso, a empresa paranaense se pronunciou através de nota oficial. 
Agora, cerca de dez meses após o flagrante, a Justiça do Estado do Paraná estabeleceu como sentença ao motorista o pagamento de 9 mil reais como indenização a empresa. Segundo a juíza responsável pelo caso, as imagens divulgadas nas internet causaram grande prejuízo a empresa, além disso a condução perigosa poderia ter sido fatal à várias pessoas que presenciaram a manobra. 
De acordo com a Cia Verde Logística, empresa com mais de 10 anos de experiência no transporte rodoviário de cargas brasileiro, todo o valor arrecadado com a indenização será revertido a instituições de caridade. 

TEXTO: Lucas Duarte

Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

8 comentários:

  1. Bem feito !!! Deveria ter tomado a CNH desse motorista para ele nunca mais dirigir na vida .

    ResponderExcluir
  2. É pouco a multa, carteira deveria ser caçada.

    ResponderExcluir
  3. Foi pouco pra esse idiota, esse tipo de lixo suja a imagem da nossa classe

    ResponderExcluir
  4. Quando um louco desses matar meia dúzias de pivetes sem que fazer q ficam na Beira da pista pedindo pra fazer esse tipo de manobra aí as autoridades irá fazer auguma coisa

    ResponderExcluir
  5. Ta bom.Mais porém deviam aplicarcpena maior

    ResponderExcluir
  6. Sou advogado trabalhista da Cya Verde e fui eu quem decidi propor a ação. Portanto, sinto-me na obrigação de esclarecer que NÃO FOI A JUSTIÇA DO ESTADO do Paraná, MAS SIM A Justiça do Trabalho quem proferiu a decisão condenatória. Os autos ganharam o número 0000468-02.2018.5.09.0084 e tramitaram perante a 22ª Vara do Trabalho de Curitiba. Quanto a quantia postulada, esta se refere, apenas, aos danos morais experimentados. Se a atitude dele tivesse gerado outros prejuízos, de natureza patrimonial, certamente, a quantia seria ainda maior.

    ResponderExcluir
  7. Nao se pode chamar um irresponsavel desse de motorista profissional sua cnh tinha que ser cassada a multa foi pouco

    ResponderExcluir