Operação conjunta PRF e PCGO prende quadrilha de roubo de cargas

A Força Tarefa entre Polícia Civil de Goiás (PCGO) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagrou no último dia 30 de agosto a  OPERAÇÃO ZAYN  para desarticular organização criminosa que atuava em 05 (cinco) estados.
Integrantes da Polícia Rodoviária Federal e da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas – DECAR lideraram os levantamentos, que individualizaram as condutas, identificaram bens e patrimônios da organização criminosa e coletaram evidencias.
Após 18 meses de investigações e levantamentos de inteligência policial, foi identificada organização criminosa responsável por dezenas de crimes cometidos em vários estados, como sequestros, furtos e roubos de carga, adulteração veicular, falsificação de documentos, fraude em sistemas de informática de DETRANs e enriquecimento ilícito.
O aparato da ORCRIM era requintado: composta por núcleos em diferentes estados e com diferentes funções, contava com divisões logísticas, motoristas profissionais e criminosos armados. Os chefes lideravam os núcleos enquanto amealhavam patrimônio considerável. A organização era diferenciada: 09 (nove) empresas foram identificadas como fazendo parte da ORCRIM.
O trabalho integrado entre as duas polícias resultou no cumprimento de 97 (noventa e sete) medidas cautelares, sendo 35 (trinta e cinco) Mandados de Prisão e 62 (sessenta e dois) Mandados de Busca e Apreensão, todos cumpridos em sincronia nos estados de Goiás, São Paulo, Mato Grosso, Pará e Rondônia.
Esse não é o único golpe desferido contra o crime organizado. Durante os trabalhos de levantamento forampresas em decorrência da Força-Tarefa 20 (vinte) pessoas, aprendidos e recuperados 26 (vinte e seis) veículos de cargas e identificados mais de 60 (sessenta) veículos com suspeita de fraude veicular (agora sujeitos à apreensão por forças policiais). Estima-se que o grupo seja responsável por mais de 80 roubos nos estados em destaque, representando um prejuízo de cerca de R$ 40 milhões de reais (entre carga e veículos) por ano.
FONTE: PRF 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário