Mercedes-Benz atinge 140 mil caminhões e ônibus exportados em CKD

A Mercedes-Benz do Brasil, maior fabricante de veículos comerciais da América Latina, está comemorando o marco histórico de 140 mil veículos em regime CKD – kits de caminhões e ônibus semidesmontados – produzidos na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) e exportados para diferentes plantas do Grupo Daimler em diversos continentes.
No Brasil, a exportação de veículos semidesmontados teve início na década de 1970, ano em que a Mercedes-Benz enviou mais de 1,8 mil CKDs para diferentes países, principalmente os da América Latina.
“Alcançar este marco histórico é sinônimo de comemoração para a nossa empresa. Quando começamos essas operações, enviávamos metade do volume dos quais somos responsáveis hoje. Isso é um sinal de que estamos avançando e que a nossa qualidade está sendo comprovada nesses países”, declara Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil & CEO América Latina.
No primeiro semestre de 2018, a Mercedes-Benz do Brasil exportou quase 2 mil produtos semidesmontados. Além de atender países como a Argentina, Indonésia, África do Sul e Egito, a área de CKD, que conta com mais de 100 colaboradores, tem ganhado novas parcerias comerciais neste ano. A Empresa firmou recentemente novos contratos com as plantas do Grupo Daimler do México, Argélia e Taiwan.
“Temos sido referência em veículos comerciais, tanto para o mercado interno quanto externo, e o nosso objetivo é continuar a conquistar novos clientes em diferentes regiões”, afirma Schiemer.
Atualmente, 60% dos CKDs exportados correspondem a modelos de caminhões, como Atego, Atron e Accelo. Enquanto, 40% dos kits são formados por peças de chassis de ônibus rodoviários e urbanos, desde micro-ônibus até articulados.
FONTE: Mercedes-Benz 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário