Alta do dólar não prejudicará acordo com caminhoneiros, diz ministro

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou nesta terça-feira, 28, que a crescente alta do dólar não deverá prejudicar o acordo que o governo fez com os caminhoneiros, embora admita que o preço do diesel possa ter um aumento. “Todos nós sabemos que o preço do combustível no Brasil é regido pelo mercado internacional. O que nós pactuamos é que ele vai variar no que diz respeito ao diesel; ele vai variar de 30 em 30 dias”, afirmou. “Então, poderá ter variação para cima ou para baixo. Nesse momento com dólar subindo, a tendência é que a gente tenha algum aumento”, disse Padilha ao final do evento realizado no Palácio do Planalto em comemoração ao Dia Nacional do Voluntariado.
O dólar recuperou as perdas registradas no início do pregão e voltou a operar na casa dos R$ 4,11 nesta terça-feira com a cautela diante das incertezas com o cenário eleitoral doméstico predominando no mercado.
“Todos têm compreensão, são fatores, são dados que não são coordenados, não são dominados pelo governo. Circunstâncias do mercado são do mercado, e o mercado engloba também o interesse dos caminhoneiros”, completou Padilha.
FONTE: Estadão Conteúdo 

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário