Cinco dicas de ouro para o transporte de produtos agropecuários

Transportar qualquer tipo de produto no Brasil é um grande desafio. Isso porque, além dos gargalos na infraestrutura, há outras preocupações, como a segurança dos motoristas e também das cargas transportadas.
Diante disso, Bruno Santos, especialista em telemetria e diretor da MiX Telematics no Brasil, destaca o quanto a tecnologia de gestão de frotas é benéfica para o mercado de agronegócios. "A telemetria para agronegócios traz segurança à operação, permitindo ao cliente o acompanhamento do seu bem durante o deslocamento. Além disso, dá maior eficiência à operação de transporte, diminuindo gastos acidentes, com consumo de combustível, desgastes excessivos com manutenção e até mesmo controlando a utilização imprópria do veículo, o que pode contaminar o tanque", diz.
Para contribuir com a segurança no transporte de produtos agropecuários, Bruno reuniu algumas dicas importantes:

Segurança:  o cuidado com a carga e para o motorista é algo essencial, pois garante o bem estar do motorista e mantém ao mesmo tempo a qualidade da entrega, fazendo com que a empresa siga o mesmo padrão de qualidade para toda sua operação. Ela deve ser observada desde o começo até o final do processo, em tempo real;

Monitoramento do tempo de direção e tempo de paradas: alertas em tempo real são fundamentais ao gestor, pois possibilitam tomadas de decisão quanto ao modo de direção da frota;
Comunicação via Satélite: em alguns pontos rurais, a comunicação GPRS pode ser falha, então é mais indicado sistemas a partir de comunicação satelital. Mesmo com a perda de sinal, o gestor de frotas receberá alertas de eventos normalmente;

Telemetria associada à imagem: hoje existem câmeras instaladas na própria cabine, que tornam possível reconstituir acidentes com imagens sem necessidade de buscar dados em servidores distintos. Em uma só visualização, os eventos críticos são registrados com vídeos e armazenados na nuvem, trazendo a facilidade e eficiência no processo de identificação do condutor, ambiente (cabine), condições da estrada, interferências nas laterais, entre outros;

Telemetria associada à voz: por meio de telemetria, é possível alertar motoristas sobre perigos da via, como excesso de velocidade e rotação, curvas e freadas bruscas, áreas de manancial e de risco etc., mesmo em estradas vicinais e em áreas de sombra GPRS. Isso evita, por exemplo, que um caminhão com leite tombe e contamine uma área de manancial.

"Do transporte de cargas líquidas às máquinas agrícolas, a tecnologia da MIX Telematics não tem barreiras e se adapta aos vários tipos de aplicação para o segmento de agronegócios no Brasil", finaliza Bruno.
FONTE: Divulgação 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário