Caminhoneiros denunciam descumprimento do tabelamento de frete

Os representantes de caminhoneiros autônomos defenderam o tabelamento do frete nesta terça-feira (26), em audiência pública promovida pela comissão mista responsável por analisar e emitir parecer sobre a Medida Provisória (MP) 832/2018, que instituiu a política de preços mínimos para o transporte de cargas.
Depois da edição da MP 832/2018, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou uma tabela definindo os fretes por quilômetro rodado, de acordo com a carga e o número de eixos dos veículos.  Os caminhoneiros autônomos denunciam, no entanto, que a tabela enfrenta resistência.
Janir Bottego, presidente do Sindicado dos Transportes Autônomos de Carga do Sudeste do Paraná, ressaltou que mesmo com a medida provisória, que tem força de lei, os preços mínimos não estão sendo respeitados.
— Nós estamos tendo muita dificuldade ainda em conseguir fazer com que se cumpra essa lei, imagina [sem ela]. Acabamos sendo explorados por alguém do negócio, que envolve o agro e o transporte — disse.
O relator, deputado Osmar Terra (MDB-RS), anunciou que pretende apresentar seu relatório na próxima semana. Ele disse esperar que a votação ocorra o mais breve possível, para acabar com questionamentos judiciais que estão sendo usados como motivos para não cumprir a tabela.
— Nós vamos procurar agir da maneira mais rápida possível, porque a nossa preocupação vai ser aprovar o nosso relatório na comissão e no Plenário antes do recesso — declarou.
FONTE: Agência Senado 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário