Governo Federal anuncia multas de R$ 100 mil por hora parada a caminhoneiros

Em atitude desesperada diante do sexto dia de paralisação de caminhoneiros em todo o país, o ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo da Presidência da República, anunciou na manhã deste sábado (26) que o governo começará a aplicar multas no valor de R$ 100 mil por hora parada a quem descumprir o acordo firmado para desbloqueio das rodovias. 
Durante a coletiva de imprensa nesta manhã, o ministro voltou a falar ainda em locaute, afirmando que o Governo Federal tem plena convicção de esta prática está acontecendo. Destacou ainda que a Polícia Federal já tem inquéritos abertos para investigar a origem do movimento e que já existem até mesmo pedidos de prisão.
Esta decisão também tomada na manhã deste sábado, após uma reunião no gabinete de crise que contou com a participação do Presidente Michel Temer e dos Ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, da Defesa, general Silva e Luna, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Sérgio Etchegoyen, entre outros.
Neste sábado (26), sexto de dia paralisação nacional do transporte rodoviário de cargas, caminhoneiros seguem paralisados nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Paraíba, Pernambuco, entre outros estados e no Distrito Federal. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os protestos acontecem de maneira organizada, pacífica e sem o bloqueio total de rodovias federais. 

LEIA: 6º dia de greve: Caminhoneiros protestam em 64 pontos de Minas Gerais
LEIA: A greve continua: Paraná registra 85 pontos de paralisação de caminhoneiros 


O número elevado de pontos de paralisação e força que os protestos seguem ganhando em todo o país, refletem que as medidas anunciadas pelo Governo Federal ao longo da última semana não atendem as reivindicações dos caminhoneiros. Além disso, mostram ainda a ineficácia e falta de credibilidade do Governo Federal ao anunciar duras penalidades através de um Decreto Federal nesta sexta-feira (26), que inclui uso de força policial, multas, prisões e até posse de caminhões.


Saiba tudo sobre a greve de caminhoneiros: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário