Saiba qual é a diferença entre bitrem 9 eixos e rodotrem

Atualmente o transporte rodoviário de cargas brasileiro conta com inúmeras combinações de veículos de carga (CVC) regulamentadas e autorizadas por diversas resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), órgão subordinado ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que por sua vez responde ao Ministério das Cidades. 
Diante do elevado número de configurações de caminhões e implementos é comum encontrar dúvidas sobre as diferenças entre cada tipo de combinação de veículo de carga (CVC), como por exemplo no caso dos consagrados bitrens de nove eixos e rodotrens. 
Extremamente comuns no transporte de grãos, líquidos e de cargas em geral, os bitrens de nove eixos e rodotrens se assemelham nos seguintes aspectos técnicos: Possuem dois semirreboques, número de eixos (ambos possuem nove eixos: Três no cavalo mecânico e seis no implemento), peso bruto total de combinado (PBTC) de 74 toneladas, comprimento máximo de até 30 metros e ambos exigem o uso de cavalo mecânico com tração 6x4.
Diante de tantas semelhanças entre as duas combinações de veículo de carga, existe alguma diferença entre o bitrem de 9 eixos e o rodotrem? Sim! A diferença entre os dois tipos de implementos está no número de articulações (engates) que cada combinação de veículo de carga (CVC) possui e na disposição do número de eixos. Veja: 

Bitrem de nove 9 eixos: 
É um cavalo mecânico 6x4 (3 eixos) tracionando dois semirreboques (3 eixos em cada), engatados entre si por meio de uma segunda quinta roda (3+3+3 = 9 eixos). Ou seja, o bitrem é um conjunto que possui duas articulações (quinta roda do caminhão e quinta roda entre os dois semirreboques).
Rodotrem: 
É um cavalo mecânico 6x4 (3 eixos) tracionando dois semirreboques (2 eixos cada) acoplados por meio de um dolly intermediário (2 eixos), (3+2+2+2 = 9 eixos). Ou seja, o rodotrem é um conjunto que possui três articulações (quinta roda do caminhão, engate dianteiro do dolly (cambão) e quinta roda do dolly).
Dolly
Solucionadas as dúvidas entre os dois tipos de implemento, fique atento agora aos limites de peso, comprimento e número de eixos permitidos para cada tipo de combinação de veículo de carga (CVC). Estas informações se encontram na Portaria nº 63/2009 do Denatran: CLIQUE AQUI.

TEXTO: Lucas Duarte

Blog Caminhões e Carretas  
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

5 comentários:

  1. Aqui, convencionaram rodotrem como CVC normal (caminhão trator com o seu semirreboque) puxando um reboque ou semirreboque mais dolly.
    Rodotrem em vários locais são conjuntos com dois ou mais implementos e o veículo motriz que pode também transportar carga. Logo, rodotrem seria o próprio CVC a exemplos do caminhão chassi puxando dois reboques comuns em canaviais, bitrens, tritrens, pentratrens e o rodotrem clássico, porque bitrem e tritrem são tipos de rodotrem com referência ao tipo de conexão (tipo B) como chamam os americanos e australianos B-Doube, B-Triple respectivamente. O Rodotrem é o A Double roadtrain.

    Por essas regras e outras, consta no material da Denatran, há o caminhão trator bitruck 8x4 com serremiboque dois eixos puxando um semirreboque de dois eixos com dolly de um eixo ou reboque de três. É um rodotrem nove eixos com PBTC de 73t.

    ResponderExcluir
  2. Na minha carteira de trabalho tem que assinada motorista de bitrem 9eixo ou motorista de rodotrem

    ResponderExcluir
  3. Ambos combinações carregam bastante peso.Infelizmente nosso asfalto não suporta.

    ResponderExcluir
  4. Alguém sabe me dizer se dá pra fazer a seguinte combinação:cavalo mecânico 6x4+semi-reboques 3eixos +um reboque com dolly fixo 1 eixo na frente e 2 eixos atrás igual julieta é possível?

    ResponderExcluir